Notícias

2014 foi o ano que o mundo mais investiu em energia eólica, segundo GWEC

Compartilhe:     |  10 de março de 2015

O ano de 2014 foi extremamente importante em termos de desenvolvimento da energia eólica. O aumento da capacidade de produção energética a partir dos ventos foi de 51.477 megawatts, um crescimento 44% maior do que o identificado no ano anterior.

As informações são do Conselho Global de Energia Eólica (GWEC). De acordo com a organização, a capacidade acumulada ao longo dos últimos 16 anos foi de 369.553 megawatts. A energia eólica, assim como a solar, tem ganhado cada vez mais espaço e investimento entre as matrizes mundiais, como forma de substituir os combustíveis fósseis por fontes renováveis.

Enquanto o crescimento do setor na década de noventa não passava de três mil megawatts ao ano, a partir de 2010 o mundo viu a capacidade aumentar, anualmente, uma média de 40 mil megawatts. Segundo o GWEC, o país que mais investiu no setor até hoje foi a China, seguida dos EUA e Alemanha, que foi o segundo maior investidor em 2014.

Quando se fala em capacidade acumulada, o Brasil ocupa a décima posição. De acordo com a organização, são 5.939 megawatts, considerando apenas as estruturas totalmente concluídas e já conectadas às redes de transmissão.

Na América-Latina o Brasil é o país com os melhores resultados. Chile, Uruguai e Argentina vêm na sequência, com 836, 464 e 271 megawatts, respectivamente.

Clique aqui para ver todos os detalhes do documento oficial da GWEC.



Fonte: Redação CicloVivo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais