Notícias

2020: um ano decisivo para a biodiversidade e as emergências climáticas

Compartilhe:     |  8 de janeiro de 2020

Nos últimos meses, a comunidade científica repetidamente disparou o alarme sobre a crise na biodiversidade e a emergência climática. Os cientistas e a maioria dos governos concordam que o mundo está enfrentando uma crise ambiental sem precedentes, com um grande número de espécies à beira da extinção enquanto as temperaturas globais continuam aumentando.

As soluções baseadas na natureza oferecem a melhor maneira de alcançar o bem-estar humano, enfrentar as mudanças climáticas e proteger o planeta. No entanto, a natureza está em crise. Estamos perdendo espécies a uma taxa 1.000 vezes maior do que em qualquer outro momento da história humana.

Os seres humanos dependem, para sua própria sobrevivência, de ecossistemas estáveis ​​e saudáveis, e são necessárias ações urgentes em 2020 para colocar o mundo no caminho de um futuro mais sustentável. Este é um “grande ano” para o meio ambiente – um ano em que os principais encontros internacionais definirão o tom e a agenda da ação ambiental da próxima década.

Aqui estão algumas das principais reuniões internacionais planejadas para 2020:

23–28 de fevereiro: Fórum Mundial da Biodiversidade, Davos, Suíça

2-6 de junho: Conferência das Nações Unidas para o Oceano, Lisboa, Portugal

Organizada pelos governos de Quênia e Portugal, a Conferência deve adotar uma declaração intergovernamental sobre áreas de ação científicas inovadoras, juntamente com uma lista de compromissos voluntários, para apoiar a implementação do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 14 (Vida na Água).

O tema da Conferência é “Ampliando ações para os oceanos com base na ciência e na inovação para a implementação da meta 14: levantamento, parcerias e soluções”. A reunião ocorre três anos após a primeira Conferência do Oceano.

11–19 de junho: Congresso Mundial de Conservação da IUCN, Marselha, França

O congresso procurará identificar e aproveitar as soluções que a natureza oferece para os desafios globais.

23–28 de agosto: Água e mudanças climáticas: ação acelerada, Estocolmo, Suécia

Este ano, a Semana Mundial da Água tratará de ciência e inovação.

15 de setembro: 75ª sessão da Assembleia Geral da ONU (UNGA 75) em Nova Iorque, o primeiro dia do debate geral de alto nível ocorrerá no dia 22 de setembro. Uma Cúpula de Líderes em Biodiversidade pode ocorrer no mesmo horário e local. Isso proporcionará excelentes oportunidades para que os líderes mundiais afirmem que a contínua degradação do nosso planeta é inaceitável e que ações urgentes para restaurar a natureza precisam começar já.

27 de setembro: 5º aniversário do lançamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

“Estamos nos aproximando do quinto aniversário da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, mas ainda não temos dados suficientes para rastrear a dimensão ambiental dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável”, diz Jillian Campbell, estatística que lidera o trabalho do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) no monitoramento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e coautora de um novo estudo sobre como a ciência cidadã pode nos ajudar a alcançar plenamente os objetivos.

“De fato, temos dados insuficientes para acompanhar o progresso global de 68% dos indicadores dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável relacionados ao meio ambiente. Não conseguiremos monitorar a dimensão ambiental dos Objetivos usando apenas fontes de dados tradicionais”, acrescenta ela.

5–10 de outubro [provisório], Kunming, Yunnan, China: Conferência de Biodiversidade da ONU: “Convenção sobre Diversidade Biológica COP 15”

A COP 15 revisará a consecução e a entrega do Plano Estratégico da Convenção para a Biodiversidade 2011-2020. Prevê-se também que a decisão final sobre o quadro de biodiversidade global pós-2020 seja tomada, juntamente com decisões sobre tópicos relacionados, incluindo capacitação e mobilização de recursos.

A COP 15 também incluirá a 10ª Reunião das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (Protocolo de Cartagena COP/MOP 10) e a 4ª Reunião das Partes do Protocolo de Nagoia sobre Acesso e Compartilhamento de Benefícios (Protocolo de Nagoia COP/MOP 4) . Espera-se que abordem uma série de questões relacionadas à implementação da Convenção e de seus Protocolos.

Como parte do processo de desenvolvimento do quadro pós-2020, as negociações serão realizadas no contexto de um grupo de trabalho aberto e copresidido por Francis Ogwal (Uganda) e Basile van Havre (Canadá). As reuniões do Grupo estão agendadas em Kunming, China, de 24 a 28 de fevereiro de 2020 e de 27 a 31 de julho de 2020, na Colômbia.

9–20 de novembro Glasgow, Escócia, Reino Unido: Conferência sobre Mudança Climática das Nações Unidas 2020: “UNFCCC COP 26”

Na véspera de um ano em que as nações devem fortalecer suas promessas climáticas de Paris, o Relatório sobre a Lacuna de Emissões do PNUMA adverte que, a menos que as emissões globais de gases de efeito estufa caiam 7,6% a cada ano entre 2020 e 2030, o mundo perderá a oportunidade de retomar os trilhos em direção ao objetivo de aquecimento máximo de 1,5°C do Acordo de Paris.

Com as atuais promessas incondicionais, o mundo caminha para um aumento de temperatura de 3,2°C. Os países do G20 representam quase 80% de todas as emissões, mas 15 membros do G20 não se comprometeram com um cronograma para emissões líquidas zero.

Uma série de Dias Mundiais será uma oportunidade para destacar as emergências climáticas e da biodiversidade, incluindo:

3 de março – Dia Mundial da Vida Selvagem / Dia da África em Meio Ambiente

22 de maio – Dia Internacional da Diversidade Biológica

5 de junho – Dia Mundial do Meio Ambiente / Semana do Meio Ambiente da União Europeia

8 de junho – Dia Mundial dos Oceanos



Fonte: ONUBr



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dicas para cuidar da coluna do pet

Leia Mais