Sem categoria

3 produtos biodegradáveis que podem ser descartados no jardim após o uso

Compartilhe:     |  9 de março de 2019

Em vez de irem para o lixo ou reciclagem, esses produtos podem ajudar a embelezar seu jardim

Cápsulas biodegradáveis da Orfeu Cafés Especiais (Foto: Divulgação)

Abolir o uso de canudos plásticos não é a única medida em prol do meio ambiente que vimos nos últimos tempos. De olho nas demandas ecológicas, o mercado também vem se adaptando às premissas da sustentabilidade. Confira a seguir três produtos que, ao invés de serem descartados após o uso, podem ajudar a embelezar seu jardim.

1. Cápsula de café biodegradável
Não há dúvida que o café em cápsula é uma opção prática, mas também gera grande descarte de plástico. Como alternativa a isso, a Orfeu Cafés Especiais lançou no mercado cápsulas biodegradáveis. Feitas de um exclusivo bioplástico compostável, as cápsulas podem se tornar adubo em até quatro meses, se destinadas ao tratamento adequado de lixo orgânico. O produto recebeu o Rótulo Ecológico ABNT, que garante que o produto certificado é a melhor opção para o meio ambiente, em comparação a produtos similares da mesma categoria.

Pratos e talheres descartáveis para plantar (Foto: Divulgação)

2. Pratos e talheres para plantar
Quem nunca se sentiu mal por recorrer a pratos e talheres descartáveis? Mas passar a festa lavando louça não é a única solução. Estes utensílios feitos a partir de cascas de milho e coroas de abacaxi podem ser plantados após o uso e se transformar em grama, flores ou ervas. Criada pela startup Lifepack e batizada de Papelyco, a linha ainda pode ser reciclada, caso o usuário não queira plantá-la, mas em poucos dias já é possível ver resultados bacanas no jardim.

Caneta biodegradável  (Foto: Divulgação)

3. Caneta biodegradável
Quantas canetas você já descartou durante a vida? A primeira caneta biodegradável do Brasil, da EkoBio, é feita com uma bio-resina obtida a partir da fermentação do amido de milho. A tinta rende até dois mil metros de escrita e, ao acabar, a carcaça pode ser descartada direto na terra passível de compostagem para fertilizá-la. A decomposição leva até seis meses, enquanto a caneta normal pode durar até 400 anos.



Fonte: Casa e Jardim



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Quetzal: uma ave bela e misteriosa

Leia Mais