Notícias

A cidade de Salvador terá inventário de emissões de CO2 em 2015

Compartilhe:     |  7 de janeiro de 2015

Banhada pela Baía de Todos-os-Santos, uma das maiores do mundo, a cidade de Salvador é uma das mais ameaçadas do Brasil pelas consequências das mudanças climáticas, sobretudo quando o assunto é a possível elevação do nível do mar. Nesse sentido, mensurar as emissões de gases do efeito estufa da capital baiana, a fim de reduzi-las, trata-se de uma medida importante para à sua população, estimada em cerca de três milhões de pessoas.

Ao pensar nisso, a Secretaria da Cidade Sustentável, pretende lançar, em 2015, um inventário para medir as emissões de gases causadores do efeito estufa no município. O documento, que já está sendo preparado, tem valor estimado em R$ 600 mil. “Esse é um valor baseado nos documentos feitos em outras cidades”, esclareceu o secretário André Fraga à revista [B+].

No entanto, a prefeitura não gastará recursos próprios com o inventário. “É um projeto da Prefeitura Municipal de Salvador com recursos da Embaixada Britânica”, explicou Fraga. Segundo ele, o inventário, que será elaborado pelo Conselho Internacional para Iniciativas Ambientais Locais (Iclei) e pelo World Resources Institute (WRI), tem o objetivo de levantar as emissões de gases causadores do efeito estufa em Salvador e, em seguida, reduzi-las.

“A ideia é que o inventário esteja pronto próximo de maio de 2015”, prevê o secretário. Capitais como Recife, Fortaleza e São Paulo já têm iniciativas semelhantes. Em Salvador, as iniciativas anteriores foram pontuais e criadas por empresas para medir suas próprias emissões, mas não para todo o município.



Fonte: EcoD



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais