Notícias

A poluição de microplásticos está ameaçando organismos que habitam o solo

Compartilhe:     |  11 de outubro de 2020

A poluição de micro plásticos causa danos significativos aos organismos que vivem no solo, de acordo com uma nova pesquisa.

Ácaros, lombrigas, colêmbolos e outras formas de micro artrópodes e nematóides que vivem no solo e desempenham um papel crucial na reciclagem de carbono e nitrogênio e na decomposição de matéria orgânica.

O novo estudo, publicado na revista Proceedings of the Royal Society relata que a humanidade produziu 6.300 milhões de toneladas métricas de resíduos plásticos desde 1950 – 79% dos quais se acumularam em aterros ou vazaram para o ambiente natural.

Neste primeiro estudo de campo de microplásticos e fauna do solo, as áreas com o nível mais alto de contaminação por plástico viram reduções significativas em organismos importantes como formigas, ácaros e artrópodes.

O estudo conclui que “os efeitos dos microplásticos se dão em um grande efeito cascata, através das teias alimentares do solo, levando à modificação do funcionamento microbiano com outras consequências potenciais no ciclo de carbono e nutrientes do solo.”

Embora os impactos dos microplásticos no oceano sejam frequentemente relatados, os micro plásticos também se acumulam na terra, incluindo áreas agrícolas. Por uma estimativa, 107.000 a 730.000 toneladas de micro plásticos podem ter sido despejados em solos agrícolas nos EUA e na Europa a cada ano, em comparação com 93.000 a 236.000 toneladas nos oceanos.

“A maioria das fontes marinhas são, na verdade, baseadas em terra”, disse Luca Nizzetto, um cientista pesquisador do Instituto Norueguês de Pesquisa sobre a Água, à EHN. Quando sua equipe começou a avaliar potenciais sumidouros para micro plásticos, eles “imediatamente [identificaram] a agricultura como uma das áreas quentes”.

Os microplásticos podem entrar em solos agrícolas por meio de lodo de esgoto, que muitas vezes são usados para fertilizar campos agrícolas, bem como através da degradação de materiais plásticos usados pelos agricultores, relatou a EHN.

A poluição por microplásticos no solo pode ter um impacto severo na saúde humana se os plásticos entrarem no abastecimento de alimentos. Um estudo publicado na Environmental Research em agosto de 2020 encontrou micro plásticos em produtos de supermercados italianos, incluindo cenoura, alface, brócolis, batata, maçã e pera.

Microfibras de plástico foram encontradas até mesmo no tecido pulmonar humano. Os micro plásticos também absorvem produtos químicos tóxicos e carregam bactérias prejudiciais, relatou o The Guardian, que podem causar danos significativos aos seres humanos.



Fonte: Anda - Talita Telles



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais