Notícias

Abraçar árvores: a estratégia dos coalas para fugir do calor intenso

Compartilhe:     |  4 de junho de 2014

O irresistível coala raramente bebe água e não tem glândulas sudoríparas, o que sempre intrigou os cientistas, que queriam saber como os animais se refrescam do calor.

Zoólogos anunciaram nesta terça-feira ter descoberto o segredo do mamífero: abraçar árvores, pois seus troncos podem ser alguns graus abaixo do que os arredores.

Os coalas têm altas taxas de mortalidade quando são registradas ondas de calor. Incapazes de suar, eles respiram de forma ofegante como estratégia para se refrescar, mas na natureza, eles raramente bebem água e quando precisam fazê-lo, o recuso costuma ser escasso.

Como escaladores de árvores, os coalas não costumam buscar superfícies frias e sombrias como muitos outros animais.

Ansiosos por desvendar o segredo do marsupial, uma equipe de zoólogos observou 37 coalas na natureza durante inverno e verão no sudeste da Austrália, em 2009, 2010 e 2011.

Nos dias mais quentes, eles descobriram que os animais se posicionavam mais frequentemente com os membros esticados de forma que pareciam abraçar o tronco das árvores ou ramos mais baixos.

Quanto mais quente fica, mais baixo os marsupiais ficavam nas árvores e com mais frequência em árvores diferentes do eucalipto, sua fonte de alimentos.

Isto poderia ser explicado porque o eucalipto é apenas de 1,46 a 1,87 grau Celsius mais frio do que a temperatura do ar, enquanto a acácia é 5ºC mais fria.

Com base em suas observações, os estudiosos concluíram que os animais perdem substancial calor corporal em contato com os troncos das árvores quando faz calor.



Fonte: MSN Verde - AFP



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como restaurar o equilíbrio intestinal de cães e gatos

Leia Mais