Alimentos que fazem bem ao coração

24-03-2006
{mosimage}Leia a íntegra do bate-papo de internautas com o cardiologista Miguel Moretti, diretor da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, respondeu às dúvidas dos internautas sobre os alimentos que fazem bem ao
coração.

"Que alimentos previnem problemas cardíacos?", perguntou uma internauta ao cardiologista Miguel Moretti. Ele respondeu que é mais fácil relacionar o que não se deve comer para evitar doenças.

"Entre um x-salada com maionese, queijo, hambúrguer de origem duvidosa e uma salada com filé de frango, claro que a segunda opção é muito mais saudável. A salada não previne doença cardíaca, mas o hambúrguer com certeza vai lhe
trazer essa complicação."

Mas, afinal, vinho tinto, chocolate preto e azeite de oliva fazem bem ao coração? Moretti disse que sim. "O vinho é muito bom, alguns trabalhos já mostraram isso, inclusive há estudos mostrando que suco de uva teria o mesmo efeito. Não de todas as uvas. Sobre o azeite de oliva também há trabalhos recentes mostrando que diminuem o risco de doenças cardíacas. Flavonóides [do chocolate preto, por exemplo] também", comentou. A má notícia é que "às vezes há que se ingerir uma grande quantidade dos alimentos para ter o benefício".

Ele deu o exemplo do leite com ômega-3. "Para adquirir a quantidade necessária para uma prevenção efetiva, seria preciso tomar 10 litros de leite por dia, o que seria inviável pelas outras coisas que viriam junto, como o excesso de cálcio."

"Também é preciso tomar cuidado com essa história de comer só peixe", acrescentou o cardiologista. "Os peixes bons são os que têm pouca gordura. Atum e peixes que se usa para fazer sashimi são bons. Bacalhau já tem muita gordura", comentou. Frutos do mar também são desaprovados: "têm altas taxas
de colesterol, triglicérides e ácido úrico. Não é que não pode comer, mas não pode ser todo dia".

Bate-papo

Acompanhe as perguntas e respostas da conversa de Moretti com os internautas. Ele falou ainda sobre sintomas do infarto, entre outros assuntos.


Flavinha fala para Miguel Moretti: QUAIS OS ALIMENTOS QUE PREVINEM PROBLEMAS CARDIACOS?

Miguel Moretti: Flavinha, prefiro responder ao contrário. Entre um cheese-salada com maionese, queijo, hambúrguer de origem duvidosa e uma salada com filé de frango, claro que a segunda opção é muito mais saudável. A salada não previne doença cardíaca, mas o hambúrguer com certeza vai lhe trazer essa complicação. Então, não é o que a gente come para evitar o
problema, mas o que não come. Todos os alimentos de origem animal que têm cor amarela são ricos em colesterol: queijo, nata do leite, gema do ovo, gordura da carne... Não adianta tirar a gordurinha da picanha, pois ela penetra no cozimento. Não é que não pode comer, não pode ser todo dia. Pode comer pizza, feijoada, churrasco, mas não um atrás do outro na sexta, no sábado e no domingo.

Lembra que surgiu o leite com ômega-3? Para adquirir a quantidade necessária para uma prevenção efetiva, seria preciso tomar 10 litros de leite por dia, o que seria inviável pelas outras coisas que viriam junto, como o excesso de
cálcio. A cápsula de ômega-3 também não resolve. Só se você tiver um problema específico, constatado, definido. Mas se você tem uma dieta adequada, balanceada e atividade física normal, é jogar dinheiro fora.

Os peixes bons, por exemplo, são os que têm pouca gordura, peixes de rio. Atum, peixes que se usa para fazer sashimi são bons. Salmão é bom, mas não dá para comer todo dia, tem colesterol bom e ruim. Bacalhau já tem muita gordura, que não é a boa. Por isso é que precisa tomar cuidado com essa
história de comer só peixe. Frutos do mar têm altas taxas de colesterol, triglicérides e ácido úrico.


filipe fala para Miguel Moretti: É verdade que vinhos e azeite de oliva previnem problemas no coração?

Miguel Moretti: filipe, o vinho é muito bom, alguns trabalhos já mostraram isso, inclusive há estudos mostrando que suco de uva teria o mesmo efeito. Não de todas as uvas. Sobre o azeite de oliva também há trabalhos recentes mostrando que diminuem o risco de doenças cardíacas. Flavonóides [do chocolate preto, por exemplo] também. O problema é que às vezes há que se ingerir uma grande quantidade dos alimentos para ter o benefício.


PSS fala para Miguel Moretti: Sou filho de um recém-safenado, tenho 48 anos, colesterol por volta dos 220, gostaria de saber a quais exames e em que freqüência deveria me submeter?

Miguel Moretti: PSS, isso vai depender quanto de risco você tem. Já que seu pai foi submetido a uma cirurgia de ponte de safena, você tem aí um fator de risco para doença arterial-coronária. O fato de ter mais de 45 anos e ser do sexo masculino, é outro fator. Se for hipertenso, fumante,
diabético, sedentário e obeso, aí esses 220 estão complicados pra você. Se for um atleta, com peso ideal, não-fumante e não for diabético, 220 de colesterol total ainda é um valor aceitável. Aí precisaria ver a relação entre o LDL, que é o colesterol ruim, e o HDL, que é o bom, que previne.
Faça uma consulta com um cardiologista para definir esse risco e periodicamente controlar. Os exames e a freqüência deles vão depender do tamanho do problema.


Aline fala para Miguel Moretti: Dr.,minha mãe é hipertensa,
enfartou em junho de 2005 e se submeteu a uma cirurgia, fez 3 pontes de
safena e uma mamária, Atualmente totalmente recuperada da cirurgia, ela
insiste em não comer sal. Que mal isso poderá causar para a saúde dela?

Miguel Moretti: Aline, na realidade, ingerir mais sal do que o
habitual é prejudicial. Aquilo de pegar o saleiro e salgar a comida que já está temperada, sabe? Se ela não quiser colocar sal na hora de cozinhar, isso não vai causar mal à saúde dela, pois ninguém vive totalmente sem ingerir sal. Todo alimento, mesmo preparado sem sal, tem o sódio e o cloro na sua composição. Então, ela vai ingerir sódio, potássio, as substâncias de que precisa, sem necessariamente ter de acrescentar o cloreto de sódio.

raio fala para Miguel Moretti: tenho 23 anos e estou um pouco acima do peso tenho 1,67 e peso 80 kg quando eu passo nervoso sinto uma dor muito forte no peito me da taquicardia e perco o ar.....pode ser começo de infarto?

Miguel Moretti: raio, se eu disser que sim, estou enganando você. Se disser que não, estarei sendo descuidados. Existem pelo menos 80 diagnósticos diferenciais para dor no peito. Só de você ficar estressada e mudar a forma de respirar, já altera a acidez, o pH do seu sangue, gerando uma série de reações químicas no corpo. Vai fazer a sua mão tremer, piorar a
respiração, vai dar taquicardia porque libera adrenalina... Então, o que você está descrevendo não necessariamente seria um princípio de infarto. Mas se você não cuidar desse 1,67m e 80kg, não cuidar de como lidar com o seu estresse, não tiver uma atividade física e hábitos mais regulares, com
certeza isso é um princípio de um caminho para chegar a um infarto.


amiga fala para Miguel Moretti: tenho pais hipertensos, meus avôs morreram de infarto, mulher, não fumante. Tenho 27 anos. Desde criança como muito pouco sal, evito sempre que posso frituras, estou no meu peso normal.
Nas vezes em que vou a médicos sempre peço que meçam minha pressão e sempre o resultado é normal. O que o senhor recomenda para prevenir hipertensão e infartos? Apesar da idade, me preocupo com minha saúde na terceira idade.

Miguel Moretti: amiga, gostaria que todas as pessoas da sua idade tivessem a preocupação com a terceira idade... Lá a gente vai pagar o que fez aos 20, 30 anos... A única coisa que você não escreveu aqui é se faz uma atividade física ou não. Talvez esteja faltando isso, faltando você trazer algumas coisas boas para a sua vida, para viver melhor. Acho que você está no caminho certo.


sandra fala para Miguel Moretti: Boa tarde, gostaria que me saber se uma taquicardia não originada por esforço físico é sintoma de alguma doença grave?

Miguel Moretti: sandra, qualquer coisa que descarregue adrenalina na circulação pode originar taquicardia, não necessariamente o esforço físico. Tem que ir ao médico para ver o que é.

Jerry fala para Miguel Moretti: Tenho Doença de Chagas. Quais os sintomas da doença no Coração? Ela pode não se manifestar?

Miguel Moretti: Jerry, sim, você pode passar a vida toda sem ter manifestação cardíaca da doença, só tendo manifestação intestinal, por exemplo, pois ela compromete o esôfago, o cólon. Ela pode não ter manifestação cardíaca, mas não quer dizer que ela não tenha comprometido o coração. Pode ter comprometido de forma silenciosa. É uma questão de você
acompanhar a sua evolução junto a um cardiologista.


Paulo fala para Miguel Moretti: Boa tarde! Tenho 37 anos e sou
portador de PVM. Atualmente sinto tonturas, dores no peito e cabeça.
Gostaria de saber se jogar futebol é perigoso.

Miguel Moretti: Paulo, na realidade, o prolapso de válvula mitral
não necessariamente significa uma condição de doença no coração ou um risco
na prática da atividade física. O ideal é fazer uma avaliação completa antes
de começar a praticar. Esporte é muito saudável, não tem nada de perigoso,
desde que feito de maneira adequada. Sobre as dores, pode não estar
relacionado ao prolapso. Precisa ver o que desencadeia isso, às vezes é só
estresse. E tem muita gente que tem refluxo, esofagite, por exemplo, que tem
dor no peito e acha que aquilo é problema cardíaco.


João da Aorta fala para Miguel Moretti: Dr. Miguel, sou obeso,
hipertenso, e controlo a pressão com remédios. Preciso fazer exercícios, mas
tenho medo de iniciá-los, como fazer para iniciar e progredir sem correr
riscos... Idade 49

Miguel Moretti: João da Aorta, tem que começar a fazer atividade
física, sim. Ela é até uma forma terapêutica de tratar a hipertensão. Claro
que ninguém vai te colocar numa pista de atletismo para correr
desesperadamente ao meio-dia. Há vários tipos de exercício e hoje cada vez
mais a cardiologia está próxima das atividades. A gente prepara e orienta as
pessoas para o exercício adequado.


Pedro fala para Miguel Moretti: Fumo em média 04 cigarros por
dia, isto faz mal ao coração?

Miguel Moretti: Pedro, faz muito mal. Não tem que fumar. Ponto.


Leomar fala para Miguel Moretti: dores de cabeça provocadas por
neuroses (fixações de pensamento) pode resultar em algum dano ao coração?

Miguel Moretti: Leomar, existem tantos mistérios no nosso cérebro
que é difícil explicá-los. Tem uma parte chamada sistema nervoso autônomo,
que não depende da nossa vontade... Ele funciona do jeito que acha que tem
de funcionar. Eu tanto fico pensando que tenho alguma coisa que acabo
desenvolvendo isso porque a fixação de pensamento pode fazer o sistema
nervoso autônomo mudar o meu metabolismo, minhas batidas cardíacas, minha
taxa de adrenalina, filtração renal, coisas que a gente não comanda. Essas
mudanças podem um dia gerar uma complicação mais grave. Mas as chances de
isso acontecer são pequenas. Eu não me preocuparia com isso, não.


Cris pergunta para Miguel Moretti: Minha secretária, de 28 anos,
apresentou nesta 2ª feira dores no peito muito fortes, sofreu um desmaio e
está sentindo falta de ar e muito cansaço. Foi ao pronto socorro
(Ubatuba-SP) e disseram poder ser sopro no coração. Isto pode ser grave? Vai
realizar sábado um ecocardiograma para ter certeza do diagnóstico, mas está
muito assustada. Eu também. Esta doença não se dá mais em crianças? Ela pode
continuar a trabalhar? Ela é magra e aparentemente cuida de sua saúde. Faz
natação regularmente. Outro sintoma que percebi é que, já há mais de 4
meses, que tem uma tosse seca, tipo pigarro. Tenho medo de assustá-la...

Miguel Moretti: Cris, sopro não é igual a doença no coração. É um
ruído que se escuta ao examinar o coração. Pode ser funcional, que aparece
quando se está com febre, por exemplo. E também pode ser causado por uma
doença no coração, por alteração nas válvulas. Acho que o ecocardiograma vai
dar uma boa esclarecida. Mas não necessariamente o que ela sentiu tem a ver
com o sopro. Pode ter sido causado por uma taquicardia, uma aceleração do
coração por uma arritmia, estresse...


mari fala para Miguel Moretti: A Ansiedade é fator de risco para
problemas cardíacos?

Miguel Moretti: mari, especificamente, não, mas ela pode fazer
você comer mais ou entrar em depressão, ter outros problemas que acarretem
males ao coração... Ela é mais secundária em relação aos fatores de risco
para o coração.


jesus pergunta para Miguel Moretti: caro amigo, não fumo, não
bebo, não jogo, durmo cedo, sou sedentário, não como comida gorda e nem
açucarada, e tenho pressão altíssima. Existe alguma solução para mim?

Miguel Moretti: jesus, claro! Começa pela atividade física. Você
já faz todas essas coisas certas, então vamos fazer mais uma: atividade
física. Tem que consultar um médico porque na maioria das vezes a origem da
hipertensão não é detectada. Algumas hipertensões podem vir de problema nos
rins, de tireóide etc, então você trata isso e cuida da pressão. Tem um
detalhe: na medicina não existe 100%. O fato de você fazer tudo certinho,
não quer dizer que esteja isento de risco. Como dizia a música, tem gente
que não bebe está morrendo... As chances de quem não se cuida ter algum
problema são menores, mas todos podem ganhar e todos podem perder.


NESSA fala para Miguel Moretti: tenho Hipertireoidismo, e
gostaria de saber até que ponto essa doença afeta meu coração, pois sinto
muitas palpitações mesmo tomando mediacamentos

Miguel Moretti: NESSA, o hipertireoidismo acelera o seu
metabolismo e, para o coração pode acompanhar as necessidades desse
metabolismo aumentado, ele bate mais rápido, inclusive pelo próprio efeito
do hormônio tireoidiano, e isso faz com que se tenha até taquicardias,
aceleração do coração. Vale salientar que palpitação é a sensação do
batimento cardíaco. Sabe aquilo de "nossa, senti o coração pular"? O coração
pode estar até batendo numa freqüência adequada... É bom você ver com o seu
médico se o medicamento está controlando o hipertireoidismo. E se é
taquicardia ou só a sensação do batimento cardíaco, ou sensação de falha no
batimento.


Stressado fala para Miguel Moretti: Boa tarde, tenho 28 anos, pratico esporte regularmente, 3 vezes por semana, e passo muito stress no meu trabalho. Ultimamente tenho sentido tontura e sinto também minha freqüência cardíaca na minha pálpebra do olho direito? Isto pode ser algum problema de hipertensão?

Miguel Moretti: Stressado, não. Dificilmente isso estará relacionado à hipertensão. A pálpebra tremendo pode ser um tipo de estresse. Tudo isso pode ser um indício de que você esteja entrando numa estafa, numa situação até de depressão.


Wilson fala para Miguel Moretti: Sexo em demasia, pode afetar o coração ?

Miguel Moretti: Wilson, depende de como, com quem e em que situação :-) Na realidade, de jeito nenhum. A atividade sexual não é ruim para o coração, muito pelo contrário, desde que feita com alguém que você goste e sem ser feita sob o estímulo de drogas, álcool etc. Uma das coisas que nos preocupam são esses jovens de 23, 24 anos que estão por aí na noite, nas baladas, enchendo a cara de estimulante, Viagra, bebida alcoólica... Aí se corre o risco de ter problemas, sim, e sérios! Agora, se você chama de sexo em demasia ter relação três vezes ao dia, ao contrário, parabéns, vá em frente!


tork fala para Miguel Moretti: Tenho 54 anos faço uma hora de caminhada todos os dias nessa hora ando em torno de 6km. Esse ritmo eh bom para o coração?O Dr.Cooper disse que o ideal seria 9km mas não consigo atingir esta meta andando

Miguel Moretti: tork, 6 km/h é uma boa meta. Se conseguir aumentar um pouquinho, melhor ainda. Mas aos 54 anos já está muito bom. Na realidade, o ideal na atividade física não é controlar o quanto e por quanto tempo, mas a freqüência cardíaca. Qual a intensidade de exercício que
precisa fazer para atingir a freqüência cardíaca adequada de treinamento.


BICO DO CORVO fala para Miguel Moretti: É POSSÍVEL DETECTAR O INFARTO POR ALGUNS SINTOMAS, DIAS ANTES DE OCORRER ?

Miguel Moretti: BICO DO CORVO, nem sempre. Na maioria dos pacientes o infarto já é a primeira manifestação. Se não for pior e a morte súbita for a primeira manifestação. Às vezes se tem sintomas como dor no peito, falta de ar ao fazer algum tipo de esforço, dor na parte de dentro do braço esquerdo... Mas, como eu disse, em dor no peito há no mínimo 80 itens que podem ser a causa... E doença no coração não é a causa mais freqüente de dor no peito. Olha, tem que se cuidar, prevenir-se e ter atenção ao seu corpo. Dores no peito, falta de ar, algumas coisas podem ser um indicativo.
Um médico experiente, bem preparado, é capaz de identificar isso.


nina fala para Miguel Moretti: quais são os principais sintomas
que o coração não anda bem

Miguel Moretti: nina, falta de ar e cansaço são sintomas de que algo pode não estar muito certo com o funcionamento do seu coração. Idem para dor no peito e batimento mais acelerado ou mais lento do coração também. Mas você pode estar tendo uma alteração sem sintoma também. O importante é estar atenta ao que não é habitual.


Miguel Moretti: Obrigado a todos pelas perguntas e até uma
próxima oportunidade!

Fonte: UOL NEWS - Consulta Médica