Quilombo do Talhado

18-03-2006
{mosimage}Visitar o Quilombo do Talhado, no sertão, significa fazer uma incrível viagem no tempo pelas Trilhas da Paraíba. O roteiro é inusitado e no mínimo pode ser considerado diferente.

O Talhado é um antigo quilombo que se formou no município de Santa Luzia  e sobreviveu durante muitos anos praticamente isolado do resto da sociedade.

Ali, negros fugidos de fazendas do interior se instalaram e fundaram a comunidade que, segundo pesquisas antropológicas desenvolvidas no lugar, era totalmente baseada na divisão do trabalho e dos bens que retiravam da terra.

Hoje em dia, os descendentes dos quilombolas vivem quase que parados no tempo. Apesar da energia elétrica ter sido levada ao sítio há alguns anos, muitos ainda vivem alheios às novidades tecnológicas.

As mulheres do Quilombo ainda desenvolvem o trabalho secular de fazer cerâmica com o barro retirado do arenoso solo do sertão. Com a arte herdada através das gerações, as mulheres ainda conseguem sustentar suas famílias e, de quebra, ajudam a preservar viva uma das mais tradicionais formas de artesanato do nosso Estado.

As peças variam, desde pratos, passando por panelas, jarros, utensílios de cozinha diversos e os tradicionais potes para armazenar água, tão comuns nas casas dos sertanejos.

Para quem visita o Talhado, nada melhor que levar para casa o mais autêntico trabalho artístico. Apesar de algumas famílias ainda darem seqüência à arte, o trabalho com o barro já não é mais tão intenso quanto há algumas décadas atrás.

O Quilombo do Talhado ficou conhecido Brasil depois que o cineasta Linduarte Noronha filmou Aruanda. O filme, produzido no início da década de sessenta, revolucionou o cinema nacional. Aruanda mostra a vida dos moradores do Talhado na época.

Retrata com fidelidade impressionante o trabalho artesanal das famílias que lutavam contra a seca fazendo potes de barro e levando, no lombo de jumentos, para serem vendidos nas cidades próximas.

O filme já foi exibido algumas vezes na comunidade, o que sempre acaba se transformando num grande avento para os moradores, principalmente para os mais novos.

{mosimage}Para se chegar ao Talhado, que fica numa serra próxima a Santa Luzia, no Sertão paraibano, é preciso a presença de um guia.

Não raro os visitantes desavisados se perdem e ficam perambulando pelas muitas estradas vicinais que cortam a região. Para conseguir um bom guia, o melhor é ir até a cidade de Santa Luzia e se informar na Prefeitura Municipal.

Fonte: Espaço Ecológico
18.03.2006