Pêra: uma fonte rica de vitaminas e sais minerais

20-05-2006
{mosimage}A pêra é o fruto de uma árvore que pertence à mesma família da macieira. Existem inúmeras variedades de pêra, que se diferenciam em forma, tamanho, cor, consistência, sabor, aroma e casca. 

A cor pode variar entre o verde, o amarelo, o castanho e o vermelho. Quanto à consistência, os tipos de pêra variam entre a dura e granulosa e a macia e cremosa, que se desmancha na boca. 

{mosimage}O valor nutritivo da pêra depende do seu grau de maturação. Quando passada, perde muito do valor de seus nutrientes. Verde, faz mal para o estômago porque se torna indigesta.

No entanto, quando está no ponto, ela é uma fruta excelente. Ela contém proteínas, gorduras, sais minerais e vitaminas, quase todos concentrados próximos à casca.


Para as pessoas de aparelho digestivo delicado, recomendam-se as pêras macias, descascadas ou, de preferência, cozidas. A pêra é um fruto rico em fibras, as quais ajudam a reduzir os níveis de colesterol.

São uma excelente fonte de potássio, que é um elemento que se perde pela desidratação e/ou transpiração situações que ocorrem freqüentemente na vida ativa das crianças. A pera é ainda uma boa fonte de vitamina C.

{mosimage}A pêra é muito apreciada por suas propriedades nutritivas e pelo delicado sabor. Ideal para regimes, tem baixo valor calórico. Contém quantidades razoáveis de vitaminas B1, B2 e Niacina, todas do Complexo B, que regulam o sistema nervoso e o aparelho digestivo, fortificando o músculo cardíaco. Elas são essenciais ao crescimento e evitam a queda dos cabelos e problemas de pele.

A pêra de boa qualidade apresenta casca firme (sem ser dura), sem cortes, rachaduras ou manchas pardas. Para que conserve o aroma e o sabor deve ser guardada em lugar fresco e seco, nunca na geladeira. Excelente no preparo de sobremesas, tortas, compotas, cremes, geléias, sorvetes, a pera é também ótima para acompanhar queijos picantes e de sabor forte. Para não escurecer depois de cortada, deve ser respingada com limão.

Fonte: Espaço Ecológico 
20.05.2006