Tomate: fonte de vitaminas e prevenção de doenças

10-06-2006
{mosimage}O tomate é usado no tratamento e prevenção do câncer de bexiga, mama e próstata, reduz o colesterol, é antioxidante, anticoagulante, reduz o colesterol e estimula o coração.

O tomate é boa fonte das vitaminas A, B e C, e de sais minerais como Fósforo, Ferro, Potássio e Magnésio. Contém baixo teor de calorias. A vitamina A é indispensável para a normalidade da vista, mucosas e pele, auxilia o crescimento e evita infecções.
 
{mosimage}As vitaminas do Complexo B ajudam na regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo, tonificam o músculo cardíaco, colaboram para a pele e para o crescimento.

Já a vitamina C, principal componente do tomate, dá resistência aos vasos sanguíneos, vitalidade às gengivas, evita a fragilidade dos ossos e má formação dos dentes, contribuindo no combate a infecções e cicatrização de ferimentos.
 
O tomate é excelente vigorizador do organismo, purificador do sangue, combate doenças do fígado, o desgaste mental, perturbações digestivas e pulmonares, sendo contra-indicado para pessoas que sofram de fermentações gástricas e acidez no estômago.

{mosimage}O suco de tomate puro servido com salsa ajuda a dissolver cálculos renais e, na luta contra infecções em geral, exerce efeito antisséptico no corpo, neutralizando resíduos ácidos.

Na hora de comprar, é preciso levar em conta a forma como vão ser preparados. Para molhos, sopas ou cremes, eles precisam ser bem maduros, vermelhos, sem sinais de machucadura ou manchas.
 
Para saladas, precisam ter cor uniforme e serem firmes e lisos. Os de aparência irregular precisam ser cozidos ou empregados em sucos. O tomate maduro pode ser conservado em geladeira por uma semana e o verde por até três semanas. Seu período de safra vai de maio a julho.

Fonte: Espaço Ecológico - Beth Torre
10.06.2006