Notícias

Acha que está com Alzheimer? Talvez você esteja mesmo, diz estudo

Compartilhe:     |  25 de setembro de 2014

Queixas de perda de memória são uma forte evidência de que alguma forma de demência pode estar a caminho. Essa é a conclusão de um estudo publicado nesta quarta-feira no periódico Neurology.

Pesquisadores americanos perguntaram a 531 idosos de, em média, 73 anos e sem demência, se haviam notado alguma mudança na memória no ano anterior. Os participantes também foram submetidos a testes de memória e cognição por aproximadamente dez anos. O cérebro de 243 voluntários foi examinado depois da morte para o diagnóstico de Alzheimer.

Durante o estudo, 56% dos participantes reclamaram de perda de memória, em média aos 82 anos. Nos cerca de dez anos seguintes, esses voluntários tiveram quase três vezes mais probabilidade de apresentar alguma forma de demência.

“Essa relação sugere que pode haver uma significativa oportunidade de intervenção antes que um problema diagnosticável apareça”, afirma o líder do estudo, Richard Kryscio, professor da Universidade de Kentucky. “Se você estiver com problemas de memória, deve reportar o problema ao médico, para que o quadro possa ser acompanhado.”



Fonte: veja



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Educação canina para iniciantes: 5 dicas

Leia Mais