Notícias

Açúcar magro – Saiba o que é, benefícios e contraindicações

Compartilhe:     |  4 de abril de 2021

Ele está no pódio dos “vilões” da dieta, junto com a gordura. O açúcar, presente em diversos pratos e alimentos, realmente pode prejudicar – e muito – a saúde, se consumido em excesso. Pensando nisso, o mercado está apostando cada vez mais em alternativas mais “saudáveis”. Hoje você vai conhecer uma delas.

Existem vários tipos de açúcar: mascavo, demerara, de coco, adoçante… Mas agora criaram uma nova opção: o açúcar magro (ou light). A novidade promete manter o adocicado típico do refinado, mas sem tantas calorias. Mas será que é tão bom assim?

Confira abaixo o que é o açúcar magro, quais os benefícios dele, composição calórica e advertências de uso.

O que é açúcar magro?

O açúcar magro é um produto que mistura açúcar tradicional (refinado) com adoçantes. Ele já está sendo vendido em supermercados e marcas famosas estão produzindo esse tipo de item.

Ele pode ser consumido por quase todas as pessoas, com exceção dos diabéticos – já que contém açúcar – e gestantes e lactantes (que devem sempre consultar um médico antes do consumo de qualquer produto “diferente”).

A grande diferença do açúcar tradicional é que esse é menos calórico, o que pode ajudar na dieta ou em uma alimentação mais balanceada.

Qual a composição do açúcar magro?

O açúcar magro é composto por açúcar refinado (sacarose) e adoçante (sacarina), em dosagens proporcionalmente iguais.

A inclusão da versão tradicional torna esse açúcar mais palatável do que os adoçantes comuns.

Também chamado de açúcar light, essa versão funciona bem em receitas, ao contrário dos adoçantes, que não resistem bem à altas temperaturas.

Quais são os benefícios?

O açúcar magro tem menos calorias, por ser produzido apenas com parte do açúcar refinado. Além disso, ele tem a capacidade de adoçar melhor do que o refinado, o que o torna mais durável também.

Por se manter estável em altas temperaturas, pode ser usado em receitas, como bolos, pães e doces. Além disso, não contém glúten.

Comparação entre o açúcar magro e outros similares, em termos de calorias

O açúcar magro é bem menos calórico do que o refinado, chegando a ter 80% menos calorias. Além disso, pode ser vantajoso para quem não gosta do sabor artificial do adoçante.

No entanto, vale lembrar: se a ideia é perder peso ou diminuir o açúcar, de nada vai adiantar continuar lotando o cafezinho de açúcar, mesmo que ele seja light.

A troca mais saudável é acostumar o paladar a consumir menos açúcar. É um processo mais demorado, porém que funciona melhor.

O uso de adoçantes naturais, como frutas, também é uma dica, assim como acostumar-se a ler os rótulos e verificar se o item que aparece nas primeiras posições na embalagem é o açúcar e evitar consumir esse tipo de produto.

Contraindicações

Em qualquer troca alimentar – como no caso de adotar o açúcar magro – é importante consultar um médico, ou nutricionista, principalmente nos casos de emagrecimento, gestantes e lactantes ou que tenham alguma comorbidade.



Fonte: Greenme - Cintia Ferreira



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dente-de-leão: uma planta benéfica também para saúde dos cães

Leia Mais