Notícias

Alecrim tem ação antibactericida e ajuda a proteger a memória

Compartilhe:     |  19 de janeiro de 2017

Origem: um integrante das chamadas Ervas de Provence, o alecrim é usado há séculos como tempero e remédio na região mediterrânea. Se espalhou pelo mundo com os colonizadores.

Forma de uso: fresco ou seco. Em assados e cozidos, deve-se colocar na receita antes de levar ao fogo. É bastante comum em marinadas.

Com o que combina: trata-se de um tempero perfeito para todos os tipos de carnes, inclusive as de sabor forte. Ótimo para compor vinagres, manteigas e óleos. Também vai bem em massas e pães.

Com o que não combina: evite acrescentar o alecrim em pratos crus ou saladas frescas, porque seu sabor pode ficar amargo e adstringente demais.

Benefícios nutricionais: a planta é usada há séculos na fitoterapia e tem ação antibacteriana comprovada. Os antigos ainda afirmavam que a erva melhora a memória. De fato, pesquisa recente da Universidade de Saint Louis (Estados Unidos) indica que seus óleos essenciais têm antioxidantes que poderiam proteger as células cerebrais.

Veja também: O que você precisa saber sobre manjericão

Como plantar: o alecrim gosta de solo pedregoso e arenoso, pouca água e muita luz. Por outro lado, ele sofre em altas temperaturas.



Fonte: Saúde - Manuela Biz



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais