Notícias

Além de refrescantes, chás gelados podem ser ricos em nutrientes

Compartilhe:     |  13 de janeiro de 2020

Não é à toa que os chás gelados fazem sucesso pelas praias do Brasil. A sensação de tomar a bebida em um dia de muito calor é revigorante. E se, além de tudo, esse prazer vier acompanhado de saúde?

Dependendo dos ingredientes de seu chá, ele pode ser refrescante e, de quebra, nutritivo. Confira:

Chá-mate com limão

A variedade mais tradicional une as propriedades da erva-mate e do limão. A folha é rica em cafeína, teobromina e saponina. A cafeína é responsável por nos beneficiar com aquela conhecida disposição.

Apesar de similar à cafeína, a teobromina exerce um efeito mais sutil sobre o sistema nervoso central, mas também atua como vasodilatadora e diurética. Acredita-se que essa substância seja responsável pela sensação de prazer que temos ao consumir determinados itens, como o chocolate (também rico em teobromina).

Por fim, as substâncias conhecidas como saponinas são diuréticas, depurativas do sangue e expectorantes. Segundo a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), a erva-mate é “uma planta cuja composição química possui compostos de interesse e propriedades benéficas ao organismo”.

Além de dar aquele gostinho especial ao chá, o limão tem inúmeras vitaminas — a mais conhecida é a C. Rico, ainda, em ácido cítrico e bioflavonoides, o consumo combate doenças como escorbuto, alergia, estresse, fadiga, gripe, dor de cabeça, congestão, má cicatrização, sangue ácido, anemia, hemorroidas, sinusite, azia e acne.

Crédito: JASONBON/PixabayVeja os mais famosos chás gelados e suas propriedades nutritivas

Chá-preto com pêssego

São muitas as qualidades da Camellia sinensis, a planta que dá origem a chás como o preto, o verde e o branco. A diferença entre cada um desses chás se dá pelas condições de cultivo, colheita, preparação e acondicionamento das folhas.

Segundo estudo publicado na Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, a planta apresenta em sua composição flavonoides e taninos com propriedades medicinais. Enquanto flavonoides têm ação antidepressiva, taninos são antioxidantes e adstringentes.

Outra publicação brasileira cita as propriedades anti-inflamatórias dessa folha, que também combate câncer e diabetes.

O pêssego vai bem com todas as variedades de chás resultantes da Camellia sinensis. Ainda de acordo com a Embrapa, essa delícia é fonte de minerais como fósforo, magnésio, potássio, manganês, cobre, iodo, ferro e selênio. Além disso, a fruta é rica em fibras, carboidrato e vitaminas A, C e as do complexo B.

Lembre-se: quanto mais naturais forem os ingredientes, maior a chance de aproveitar todas as suas propriedades. Agora, pegue seu copo e… saúde!



Fonte: Catraca Livre



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Holanda se torna o primeiro país sem cães abandonados – e não precisou sacrificar nenhum

Leia Mais