Notícias

Alho pode reduzir 40% da emissão de gás metano na pecuária

Compartilhe:     |  21 de junho de 2014

 

O alho reduz a flatulência do gado.

O alho reduz a flatulência do gado.

 

Pesquisadores britânicos encontraram uma alternativa para reduzir as emissões de gases de efeito estufa em consequência da flatulência do gado. A opção é simples e consiste apenas em incluir um composto de alho na alimentação dos animais.

A pecuária é uma das atividades mais poluentes e encontrar alternativas para torna-la mais eficiente é uma preocupação constante. Diante disso, pesquisadores da Universidade de Aberystwyth investiram três anos de pesquisa para encontrar uma opção que reduzisse as emissões de metano nas criações de gado sem que os animais fossem afetados.

O intuito do trabalho era encontrar substâncias que, ao ingeridas, modificassem os micróbios presentes no organismo animal para tornar possível a diminuição da flatulência. Depois de muitos testes, os pesquisadores confirmaram que um composto de alho age como um veneno para essas populações microbianas.


Foto: Christine Vaufrey/Flickr

Os resultados dos testes são bastante expressivos e positivos. Os cientistas garantem que é possível reduzir até 40% das emissões pelo simples fato de incluir o composto na alimentação do gado.

Os pesquisadores esperam chegar ao modelo ideal e tornar o composto de alho comerciável dentro dos próximos três anos. Talvez com a quantidade de gado produzido em todo o mundo, a produção de alho seja um negócio altamente rentável em breve. Veja o vídeo com a reportagem completa veiculado na Europa:



Fonte: Redação CicloVivo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais