Notícias

Alongamento, massagem, hidratação e alimentação podem evitar cãibras

Compartilhe:     |  7 de maio de 2015

Já aconteceu de você estar parado e, de repente, a batata da perna contrair em uma cãibra? Quando isso acontece, o melhor é esticar a perna, alongar? E por que será que temos cãibras? O Bem Estar desta quarta-feira (6) deu dicas para resolver o problema. Participaram do programa o consultor e médico do esporte Gustavo Magliocca e o fisiologista do exercício Paulo Roberto Correia.

A cãibra é uma contração involuntária dos músculos voluntários e acontece principalmente pelo estresse e fadiga desses músculos, por isso pode acontecer em qualquer região do corpo. É mais comum acontecer nos músculos maiores, que são mais exigidos, como as panturrilhas.

Os motivos que podem causar a cãibra são: desequilíbrio dos sais minerais (falta ou excesso dos hidrólitos, grupo formado principalmente pelo potássio, sódio e magnésio); atividade física; problemas circulatórios; medicamentos diuréticos e suplementos.

E o que fazer no momento da cãibra? A primeira coisa é alongar o músculo posterior ao que está sofrendo a contração involuntária.

Se a cãibra for na panturrilha, por exemplo, deve-se alongar o músculo tibial anterior. Massagear a musculatura, aumentando o calor, também ajuda na circulação do sangue. Para tentar prevenir a cãibra, os médicos explicam que é importante ter uma alimentação rica em vitaminas e sais minerais, um bom condicionamento físico, hidratar-se e sempre que puder fazer alongamento.

E a história da banana, será que é verdade? Os médicos dizem que a banana não previne cãibras! “A banana é um alimento rico em potássio, mas as causas de cãibras por déficit de potássio são poucas. Você tem outras fontes de alimentos ricos em potássio que podem ajudar”, diz o doutor Gustavo.

Formigamento
O formigamento não tem relação direta com a cãibra, mas o fator causador pode ser o mesmo, a má circulação de sangue. Quando ficamos em uma mesma posição por muito tempo o fluxo sanguíneo fica deficiente, gerando o formigamento até que a região fique anestesiada. Por esse motivo ele pode ser um precedente à cãibra.



Fonte: Bem Estar



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais