Notícias

Alternativas à carne recebem mais atenção e investimentos

Compartilhe:     |  7 de agosto de 2020
Grandes empresas que somam uma receita equivalente a R$ 2,44 trilhões ao ano entendem que esse mercado é uma realidade que veio para ficar

De acordo com a rede internacional de investidores Farm Animal Investment and Risk Return (Fairr), sediada em Londres, pelo menos 40% ou duas a cada cinco grandes marcas de alimentos estão investindo em departamentos de alternativas à carne e de outros tipos de proteínas de origem vegetal em 2020.

Isso prova que essas empresas que somam uma receita equivalente a R$ 2,44 trilhões ao ano entendem que esse mercado é uma realidade que veio para ficar. Por isso, e para não ficarem para trás, estão desenvolvendo pesquisas para lançarem no mercado mais produtos que substituem principalmente carnes e laticínios.

Em comparação com 2019, este ano o mercado de proteínas não animais já recebeu o dobro de investimentos dessas empresas. Segundo a Fairr, a atenção para o segmento é classificada também como um compromisso de desacelerar o impacto da produção de alimentos nas emissões de carbono. Ou seja, investir em proteínas não animais pode ajudá-las a aproximarem-se da meta de redução da contribuição nas mudanças climáticas.

Oportunidade de se beneficiar dos novos hábitos de consumo

O relatório da rede de investidores também frisa que 7 de 15 grandes varejistas que ocupam posição de destaque no mercado global já vendem ou planejam vender alternativas à carne no mesmo espaço onde já comercializam carnes.

O fundador da Fairr, Jeremy Coller, avalia que esses dados são uma prova de que as empresas de alimentos estão usando sua infraestrutura e capacidade inovativa para “se beneficiar da maneira como [hoje] as pessoas compram e consomem”.

“Pela primeira vez desde a revolução verde, que criou a agricultura industrial há 60 anos, a tecnologia de alimentos apresenta um caminho viável para atender a demanda global de proteínas de maneira mais sustentável”, observa Coller.



Fonte: Anda - David Arioch



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais