Notícias

Ano novo, vida nova: dormir bem e ter os pés no chão ajudam a realizar metas para 2015

Compartilhe:     |  12 de janeiro de 2015

Parar de fumar, perder peso e gastar menos dinheiro. Se você pretende cumprir essas metas em 2015, o segredo é dormir mais. A conclusão é de um estudo feito na Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra, cujos resultados indicam que o cansaço mina o autocontrole. Além de domínio de si mesmo, manter os pés no chão e fazer um bom planejamento são atitudes fundamentais para o sucesso, dizem especialistas.

Pesquisas anteriores mostraram que 80% das pessoas que não têm noites de sono tranquilas abandonam suas resoluções de ano novo antes do fim de janeiro. Por outro lado, mais de 60% daquelas que descansam cerca de oito horas por noite conseguem alcançar seus objetivos. Segundo o psicólogo Richard Wiseman, responsável pelos estudos, o ideal é, em vez de dormir pouco para acordar cedo e ir à academia, por exemplo, ficar mais tempo na cama de manhã e malhar à noite.

— Um bom sono é um marcador importante de boa qualidade de vida, o que motiva a resolver muitos problemas. Quem dorme mal está mal de saúde, às vezes com apneia ou até depressão, o que dificulta o cumprimento das resoluções de ano novo — afirma o neurologista Luciano Ribeiro, da Associação Brasileira do Sono, lembrando que ter hábitos de vida saudáveis também é necessário para dormir bem.

 

Expectativa exagerada gera decepção

Para o psicólogo Aurélio Melo, professor de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, um erro muito comum é idealizar demais as metas, sem considerar o contexto em que elas deverão ser postas em prática. Diagnosticar a situação é importante para não criar expectativas exageradas e se decepcionar depois por não conseguir alcançar os objetivos.

— É preciso levar em conta as possibilidades reais muito mais do que os próprios desejos. Não dá para ser emotivo nessa hora — aconselha.

Além disso, ser honesto consigo mesmo, segundo Aurélio Melo, é indispensável para que a lista de resoluções de ano novo se concretize.

— Depois de traçar metas realistas, o segundo passo é identificar as próprias dificuldades. Se a pessoa nunca fez determinada coisa antes, por que vai fazer agora? Olhar para trás ajuda a começar de novo de forma diferente, porque se o processo for reiniciado da mesma forma, vai acabar igual — orienta o psicólogo.

Flexibilidade e bons ouvidos

Ter e seguir um plano ajudam a manter o foco. Mas não seja tão rígido! Ter flexibilidade é importante para fazer os ajustes necessários no meio do percurso.

— Planejamento significa preparação, mas não é garantia de que vai dar certo — salienta Melo.

Às vezes, outras pessoas conhecem você melhor do que você mesmo. Comunique suas decisões a quem realmente se importa com você, saiba escutar a opinião delas e peça ajuda, se preciso.



Fonte: Extra - Camilla Muniz



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais