Medicina Verde

Aposte na pimenta! Conheça 6 tipos que ajudam o organismo a funcionar melhor

Compartilhe:     |  27 de julho de 2018

Conheça os principais tipos de pimenta e os benefícios de cada um deles para a saúde

Amada por uns e odiada por outros, a pimenta é uma especiaria muito utilizada quando a ideia é deixar a comida com um tempero marcante. No entanto, adicionar um delicioso toque de ardência aos pratos não é sua única função: ela também conta com uma série de benefícios para a saúde – como controle do colesterol e prevenção de câncer e de doenças ligadas ao coração, por exemplo. E não é só isso: junto com a prática regular de atividades físicas, ainda pode ser uma importante aliada na dieta de quem quer perder peso!

Mas você sabia que esse alimento não aparece de apenas um jeito? Existem diferentes tipos de pimenta – que vão da conhecida pimenta-do-reino à cumari -, com cores, propriedades e até sabores bem variados. Conheça os principais deles!

Pimenta-do-reino aparece em três cores e funciona como agente bacteriano

Um dos tipos mais conhecidos do fruto, a pimenta-do-reino tem origem na Índia e pode ser encontrada em três cores diferentes – preta, branca ou verde. A primeira tem ardência média e é indicada para pratos salgados, enquanto a segunda é mais suave e funciona muito bem como um toque extra em peixes e frangos. A última, por sua vez, é muito usada na hora do preparo de molho de filés.

Já em relação aos seus benefícios, as três se destacam por aumentarem a absorção de nutrientes – graças a uma substância chamada piperina -, por estimularem o sistema digestivo e ainda amenizarem a retenção de água. Além disso, também podem ser consideradas agentes bacterianos por ajudarem a destruir esses micro-organismos.

Pimenta malagueta tem propriedades antioxidantes e faz bem para o coração

Você com certeza já ouviu falar nessa pimenta – que é uma das mais populares por aí, justamente por causa do seu conhecido sabor ardido e coloração vermelha bem forte. Usada na quantidade certa, faz toda a diferença no tempero de alguns pratos, como é o caso do guacamole e do vatapá, por exemplo.

No entanto, apesar de ser muito popular, o que muita gente não sabe é que esse ingrediente pode trazer uma série de benefícios específicos para a saúde! Para começar, ele tem propriedades antioxidantes – que combatem os radicais livres e, consequentemente, as células cancerígenas. Além disso, também aumenta o metabolismo, previne a diabetes e faz bem para os sistemas cardiovascular e imunológico.

Pimenta rosa ajuda a prevenir o Alzheimer

De origem brasileira – fruto da árvore chamada de aroeira -, essa versão da pimenta se caracteriza pelo sabor suave e o aroma marcante. Versátil, ela tem a vantagem de poder ser usada tanto em pratos doces quanto em salgados.

Entre seus benefícios, está a presença de antioxidantes e nutrientes essenciais, como é o caso das vitaminas e do cálcio. Além disso, ela também se destaca por fazer bem ao sistema circulatório, evitar inflamações e fazer parte da lista de alimentos que, segundo pesquisas, ajudam a prevenir o mal de Alzheimer.

Pimenta de cheiro faz bem para a pele e ajuda quem quer perder peso

Assim como a rosa, a pimenta de cheiro tem origem brasileira – mais especificamente na Bahia, onde é usada em muitos pratos típicos. Seu sabor pode ser bem leve ou com ardência moderada, mas seu aroma é mais forte, como o nome já indica.

Os sistemas cardiovascular e imunológico estão entre os beneficiados pelas suas propriedades. O ingrediente também tem poder anti-inflamatório, ajuda a evitar o envelhecimento da pele e ainda aparece como um bom aliado para quem quer perder peso por ter poucas caloria e acelerar a digestão.

Pimenta caiena é a que mais possui benefícios medicinais

Por ser resultado de uma mistura de várias pimentas vermelhas, essa versão está entre as mais ardidas – e, por isso, é muito utilizada em pratos mexicanos. Mas seu sabor característico não é o único detalhe que a destaca entre as demais: a caiena é considerada a opção de pimenta que mais entrega benefícios medicinais.

Para começar, ela é um bom antialérgico e antifúngico, e pode funcionar como um remédio para gripes, resfriados e dores de cabeça. E tem mais: faz bem para o coração, melhora a imunidade e ainda ajuda a criar uma proteção no estômago para impedir a formação de úlceras.

Pimenta cumari ajuda a diminuir os níveis de açúcar no sangue

Popular na região Sudeste do país, bem ardida e com sabor amargo, a pimenta cumari é muito usada para deixar pratos simples – como arroz e feijão – com um toque a mais. Apesar de ser rica em carboidratos e fibras alimentares, tem baixa caloria e é indicada para as dietas por ser composta por nutrientes importantes – como vitaminas, ferro e potássio, por exemplo.

Assim como a maioria dos outros tipos de pimenta, também combate os radicais livres por ter ação antioxidante, além de também evitar doenças relacionadas ao coração, funcionar como um anti-inflamatório e ainda ajudar a diminuir os níveis de açúcar no sangue.



Fonte: Conquiste sua vida



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais