Notícias

Aproveite para adotar um animal mais velho durante a quarentena

Compartilhe:     |  25 de junho de 2020

Desde o início da pandemia, aumentou muito o número de adoções de cães e gatos. Confinadas em casa, as pessoas descobriram, ou redescobriram, como um animal de estimação colabora para amenizar o isolamento e a solidão. Apesar de ser crescente o contingente de idosos que vivem sozinhos, eles normalmente veem com reservas a experiência de ter um novo bicho, imaginando que não encontrarão energia para cuidar dele. Há uma alternativa que atende a todas essas questões: adotar um pet também idoso.

Apesar de filhotes serem fofos, sua personalidade é uma incógnita. No caso dos cachorros, quando são vira-latas, nunca se sabe se aquele bebê terá no futuro porte pequeno, médio ou grande. Se já é adulto, o problema desaparece. Além disso, com a energia de que dispõem, são capazes de mastigar sapatos, roer a mobília, destroçar almofadas e travesseiros – sem contar o risco de provocarem tombos nos donos ao pularem sobre eles ou se enroscarem em suas pernas. Até estarem liberados para sair, é preciso que tomem todas as vacinas. Também têm que ser adestrados, ao passo que os mais velhos podem começar a passear no mesmo dia em que chegam, ajudando a diminuir o sedentarismo.

 Homem com cão: pesquisas mostram que interagir com um pet diminui os níveis de cortisol, o hormônio do estresse   — Foto: Joenomias Menno de Jong por Pixabay

Homem com cão: pesquisas mostram que interagir com um pet diminui os níveis de cortisol, o hormônio do estresse — Foto: Joenomias Menno de Jong por Pixabay

Cães e gatos que se encontram há tempos num abrigo, ou com um cuidador, com frequência passaram por situações difíceis: fome, frio, maus tratos. Optar por um animal nessas condições vai fazer toda a diferença para a vida dele, que com certeza se mostrará “grato” pelo acolhimento e retribuirá com afeição e lealdade. Por último, mas não menos importante: pesquisas mostram que interagir com um pet diminui os níveis de cortisol, o hormônio do estresse.



Fonte: Bem Estar



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais