Notícias

Aranhas em casa: quais são perigosas? O que fazer com elas?

Compartilhe:     |  1 de abril de 2021

As aranhas, apesar de temerosas, são importantes para a biodiversidade. Através da participação delas nos ciclos da natureza, elas mantêm o equilíbrio biológico evitando a superpopulação de insetos, alguns inclusive causadores de doenças.

Quem nunca se deparou com uma aranha no jardim, no quintal ou até dentro sua casa e levou um susto? E quanto maior o seu tamanho, mais assustadoras elas são, não é mesmo?

Entretanto, por incrível que pareça, diversas espécies de aranhas não apresenta toxinas prejudiciais aos seres humanos, ou seja, não são venenosas. Por isso, não são uma ameaça para as pessoas.

Existem cerca de mais de 40 mil espécies de aranhas no mundo, 12 mil vivem no Brasil, sendo que apenas 7 são comumente encontradas em ambientes domésticos.

Sendo assim, este conteúdo traz informações sobre quais aranhas são perigosas, quais são inofensivas, como reconhecê-las, como evitar acidentes com aranhas venenosas e formas naturais de afastá-las de casa.

Aranhas venenosas

Nesta lista, vamos apresentar as aranhas mais perigosas por serem venenosas, e cujas picadas podem levar até a morte de um ser humano ou animal.

Aranha-marrom

Essa aranha pertence ao gênero Loxosceles.

A aranha-marrom é nativa da América e da África e existem cerca de 100 espécies do gênero.

No Brasil, há nove espécies nativas, dentre as quais a Loxosceles gaucho, encontrada no sul  do Brasil, principalmente no Paraná.

Apesar de não ser agressiva e dada a atacar é altamente venenosa e até mortal, conforme a quantidade de veneno injetada através de sua picada.

picada da aranha-marrom provoca inflamação no local da picada, seguida de obstrução dos vasos sanguíneos e necrose da área lesada. Além de reações como mal-estar e náusea. Em casos mais graves podem advir complicações renais. Por isso, é necessário pronto atendimento médico e tratamento adequado.

Essa aranha aprecia locais quentes e escuros, como caixas, gavetas, armários, sapatos, roupas, entulhos, telhas e rodapés. Por isso, em regiões propensas a ter essa aranha, é preciso ter  cuidado redobrado com esses locais.

Veja neste vídeo,  do canal Mestre Universal, como é a aparência desta aranha para você reconhecê-la:

Aranha-armadeira

O nome do gênero, da aranha-armadeira é Phoneutria, uma palavra de origem grega que significa “assassina”. Só aí, já deu para perceber o grau de sua periculosidade.

Ela é altamente venenosa e pode ser encontrada em várias regiões do Brasil, especialmente Sul e Sudeste.

Ela gosta de se esconder em caixas,  móveis, baús, sapatos, tijolos e telhas. Diferente de outras aranhas, ela não tece teias e nem fica em somente em um lugar.

Ela sai à noite para ir atrás de presas que lhe servem de alimento, e de dia ela repousa.

É uma aranha agressiva que, quando se sente ameaçada, se posiciona em postura de ataque e vai para cima, por isso o nome armadeira.

A postura de ataque, consiste nela se apoiar nas patas traseiras e erguer as dianteiras, literalmente  se “armando”. E, pasmem, ela é capaz de saltar uma distância de 40 cm!

A picada dessa aranha é bem dolorosa e provoca reações como perda de controle muscular, o que pode desencadear a paralisia respiratória, levando à asfixia.

Outras reações que pode haver são: transpiração excessiva, aumento do batimento cardíaco, agitação, vômitos, diarreia e aumento da pressão arterial.

Conheça neste vídeo, do canal Animals, como é a aranha-armadeira, que também é conhecida pelos nomes de aranha-macaco ou aranha-de-bananeira:

Viúva-negra

Altamente venenosa, esta aranha pertence ao gênero Latrodectus (que significa picar em segredo),  pode ser encontrada em todo o Brasil e está distribuída em outros países das Américas

O período do ano em que essa aranha mais aparece é durante as estações quentes, quando há bastante insetos (presas).

A viúva-negra é a mais perigosa do gênero Latrodectus, por serem muito discretas e furtivas.

Ela não é agressiva, mas pode picar se for tocada ou pressionada acidentalmente.

Esta aranha possui pernas longas, seu corpo é de cor preta brilhante, com uma mancha vermelha no centro.

Sua picada desencadeia uma dor aguda no local afetado, posteriormente se transforma em uma sensação de queimação que pode durar por muito tempo.

Outras reações da picada podem abranger vômitos, sudorese, aumento da temperatura corporal, cólicas abdominais e contração muscular.

Olhe neste vídeo, do canal Thomas Shahan, como é a viúva-negra:

Aranhas inofensivas

Agora, conheça as aranhas que são inofensivas para humanos:

Aranha-pernuda

As aranhas pernudas ou aranhas-pernas-longas pertencem à família Pholcidae, sendo a espécie Pholcus phalangioides muito comuns em habitações e se encontram espalhadas por todo o Brasil.

As pernas desta aranha são enormes em proporção ao seu abdômen e seu corpo é marrom translúcido

Elas apreciam locais como amontoados de pedras, atrás de mobílias, cantos de parede e porões.

A aranha-pernuda é uma aranha com comportamento solitário e quieto, pois na maior parte do tempo, fica sozinha e parada em sua teia.

Observe a aranha-pernuda neste vídeo, do canal Mario e Jolien:

Aranha-de-teia-amarela

O nome científico da aranha-de-teia-amarela é Nephila clavipes.

Esta espécie de aranha vive naturalmente nas área quentes e úmidas das Américas.

No Brasil, encontra-se intensamente na Mata Atlântica e em seus arredores.

A teia amarela desta aranha é super forte e resistente e pode passar de 1 m de diâmetro.

Ela aprecia locais como jardins e quintais

Conheça essa aranha e sua fantástica teia, neste vídeo, do canal Vinicius Serafim:

Aranha-saltadora ou papa-moscas

Essa aranha pertence à família Salticidae.

Esta família de aranhas é a maior dentre outras existentes no mundo.

Estima-se que existam cerca de 5 mil espécies de aranhas-saltadoras.

No Brasil, a espécie mais comum de aranha-saltadora é a Maeota dichrura

O nome aranha-saltadora advém do fato de ela ser capaz de saltar a uma distância 50 vezes maior que o tamanho de seu corpo e ainda de forma rápida.

Um outro nome pelo qual esta aranha é conhecida é aranha-papa-moscas, devido ao seu acentuado paladar alimentar por insetos, e pelo modo que ela os caça. Elas saem a procura deles e salta para pegá-los. Por isso, diferentemente de outras aranhas, elas não fazem teias.

Estas aranhas são peludas, podem ser marrom-acinzentadas ou coloridas e têm 8 olhos.

A visão dessa aranha possibilita enxergar radiação UVA e UVB, o que é impossível para humanos.

Este vídeo, do canal Diego DCvids, mostra como é essa aranha:

Aranha-vermelha-comum

O nome científico desta aranha é Nesticodes rufipes e pertence à família theridiidae, a mesma família da aranha-negra (Latrodectus mactans), porém, com a diferença que esta não é perigosa.

Esta aranha é encontrada em várias partes do mundo nas regiões situadas nos trópicos.

Ela gosta de se alojar em locais escuros e sem perturbação como atrás de móveis e quadros, cantos de parede e dentro de armários. É muito comum encontrá-la em moradias.

Uma peculiaridade dessa aranha é que ela tem um enorme e redondo traseiro, desproporcional ao seu tamanho.

Olhe neste vídeo, também do canal Diego DCvids, como é a aparência da aranha-vermelha-comum:

Aranha-de-prata

O nome científico desta aranha é Argiope argentata e é conhecida como aranha-X, por conta da forma como ela se posiciona em sua teia, dispondo suas oito patas em pares.

As aranhas-de-prata podem ser encontradas ao longo do continente americano.

É comum encontrá-la em locais, como lavouras, pastagens, jardins, praças, parques urbanos e praças.

Uma das características dessa aranha é o canibalismo sexual, que se dá com as fêmeas dessa espécie que, após a cópula devoram o macho. Esse comportamento se dá para que a fêmea possa ter nutrientes para sua gestação e prole.

Assista este vídeo, do canal Videoca Fana PR, para ver como é a aranha-de-prata:

Aranha-de-telhado ou maria-bola

De nome científico Nephilingis cruentata, esta aranha é conhecida como aranha-gigante ou aranha-de-telhado.

Esta aranha pode ser encontrada em locais como praças, jardins, dentro de casa em cantos de parede, janelas, luminárias, parapeitos e teto

Um fato que chama a atenção sobre essa aranha é que, assim como a aranha-de-prata, a fêmea come o macho, após a cópula

Essa espécie de aranha faz uso da teia para obter alimento, a teia funciona com armadilha para prender suas presas: os insetos.

Observe neste vídeo do canal Bioadm, o jeito dessa aranha:

Aranha-de-jardim

A aranha-de-jardim pertence à espécie Lycosa erythrognatha.

É conhecida pelos nomes de aranha-lobo e aranha-de-grama e se parece com a aranha-armadeira, com a diferença que a aranha-de-jardim não tem picada venenosa.

É uma espécie bem comum no Brasil e pode ser encontrada em pastos, jardins e gramados.

Esta aranha se diferencia de outras aranhas por ter uma mancha em formato de seta no abdômen.

Um comportamento peculiar da aranha-fêmea dessa espécie, é que quando ela dá à luz aos filhotes, sai carregando centenas deles em seu corpo.

Este vídeo, do canal Techuser, apresenta esta aranha para você saber como é a sua aparência:

Aranha-caranguejeira

A aranha caranguejeira pertence ao gênero Theraphsidae e também é conhecida pelo nome de tarântula.

Ela tem um comportamento solitário e noturno.

Ela  se alimenta de anfíbios, pássaros, roedores e também são canibais.

Esta espécie tem vida longa e há registros de fêmeas que viveram até 25 anos em cativeiro,

A peçonha da aranha-caranguejeira não possui toxinas nocivas aos humanos, porém, os pelos de seu abdômen e dorso  são urticantes, ou seja, provocam coceira, alergia e irritação.

Um dos aspectos marcantes dessa aranha é o seu tamanho, que é maior que o das outras espécies. Além disso, são peludas com pernas grandes e negras.

Quando nova, pode apresentar algumas listras brancas no corpo. Já na fase adulta é toda negra.

Quando se sente ameaçada, a caranguejeira esfrega suas patas no abdômen liberando as cerdas (pêlos) no ar, e quando em contato com mucosas, provocam muita irritação:

Este vídeo, do canal Osvaldo Scalabrini, apresenta a aranha-caranguejeira em meio à natureza:

Como evitar acidentes com aranhas

Mesmo as aranhas inofensivas, cujas toxinas não fazem mal a humanos, podem apresentar uma picada dolorida. Por isso, é sempre bom mantê-las afastadas e evitar encontros acidentais com elas:

Cuidados em casos de picada de aranha

Se a pessoa for picada por uma aranha, o recomendável é que ela proceda da seguinte forma:

O que fazer se uma aranha perigosa entrar em sua casa

Uma forma ecológica de lidar com a aranha é chamar um especialista ou órgão competente que saiba como fazer isso e que tenha os aparatos necessários para tal, a fim de transferi-la de volta à natureza.

Caso não haja órgão e pessoas especializadas nisso, existem formas de retirar as aranhas sem causar danos a ninguém.

Por exemplo:

Se a aranha estiver no chão

Siga os seguintes passos, caso a aranha se encontre no chão:

  1. Pegue uma caixa ou balde pequenos e coloque com todo cuidado e calma por cima dela, para impedir que ela ataque ou se movimente.
  2. Use um papel-cartão que possa tapar os aparatos e lentamente coloque por baixo da aranha.
  3. Vire com calma, usando luvas de proteção.
  4. Anexe ao balde ou caixa, o papel cartão, utilizando fita adesiva ou amarre com barbante.
  5. Leve a caixa ou balde com a aranha para um local ermo que tenha natureza e não represente risco a animais domésticos ou pessoas.

Este vídeo, do canal Galego Aloprado, mostra na prática uma outra forma de capturar uma aranha que está no chão ou parede, sem matá-la e devolvendo-a à natureza:

Aranha na teia

No caso da aranha ter feito uma teia, proceda seguindo as seguintes etapas:

  1. Coloque luvas, pegue uma vassoura e com muito cuidado e de forma lenta puxe aranha, deixando um balde, lata ou pote fundo logo abaixo dela e a respectiva tampa acessível, para logo em seguida tampar.
  2. E rapidamente ponha a aranha dentro dos recipiente, coloque a tampa, para evitar que ela escape e assim poder transferi-la de volta à natureza.

Pegador de bicho

Uma outra possibilidade é utilizar um pegador de bicho, que existe a venda em sites de produtos estrangeiros.

Veja neste vídeo, do canal Insider, como funciona esse “pegador de bichos”, uma solução para capturar pequenos animais, sem machucá-los.

Como repelir aranhas do ambiente de forma natural

Existem certos aromas que as aranhas detestam e saem correndo.

Alguns desse aromas podem ser provenientes de:

A fim de impedir o aparecimento de aranhas e evitar o risco de acidentes, pode-se valer dessas substâncias repelentes, das seguintes formas:

Todas essas informações é para você saber identificar as aranhas, prevenir acidentes e saber lidar com situações em que se depare com elas, de forma ecológica, sem matá-las ou fazer uso de produtos químicos prejudiciais à saúde.

Apesar de serem amedrontadoras para várias pessoas, como visto, poucas são as venenosas. Além do mais, vale reforçar, essas criaturas cooperam para a ordem natural da biodiversidade e elas só atacam se sentem ameaçadas.



Fonte: Greenme - Deise Aur



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dente-de-leão: uma planta benéfica também para saúde dos cães

Leia Mais