Notícias

Arqueólogos descobrem cemitérios indígenas em zona rural, no Amapá

Compartilhe:     |  11 de julho de 2014

Poços funerários que abrigavam restos mortais indígenas foram descobertos no Amapá. O sítio arqueológico fica na zona rural de Macapá.

A espátula pouco a pouco revela o passado de índios que viveram na região do Amapá há mil anos. O trabalho é minucioso, feito com muita paciência pelos arqueólogos do Instituto de Pesquisas Científicas do Amapá (IEPA).

O material estava enterrado em uma área de quatro hectares, próximo a comunidade do Curiaú, uma vila de remanescentes de quilombo, a 15 quilômetros do centro de Macapá. “Esse aqui é o achado mais significativo no sitio até agora. A gente tem um poço funerário com três câmeras laterais contendo urnas funerais em cada uma. É um achado inédito”, explica o arqueólogo João Saldanha.

No poço, em uma espécie de sepultura de uma família inteira, foram encontradas três urnas funerárias grandes com restos mortais. As menores eram usadas para oferendas durante o sepultamento.

O maior cuidado dos pesquisadores é na hora de retirar as urnas, tudo pra manter a maior integridade possível do material.

Depois de resgatadas, as urnas serão levadas para laboratório e os estudos continuam. No caso da cerâmica, a análise poderá dizer a qual etnia indígena ela pertencia. Além da identificação, as análises devem revelar também a causa das mortes e as doenças da época em que viveram os índios.

Os resultados do trabalho devem ser publicados daqui a dois anos e conta com o apoio de estudiosos da Universidade Federal do Amapá.



Fonte: Globo Rural



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Quetzal: uma ave bela e misteriosa

Leia Mais