Crônicas e Poesias

As Baleias

Compartilhe:     |  26 de maio de 2018

Ela vivia nos mares frios e tropicais, e era o maior mamífero do planeta. Seu corpo fusiforme era sem pelos e sua cauda expandida terminava como uma hélice horizontal. Ela sobreviveu por séculos, no mar, seu habitat. E via o sol se por e levantar-se no horizonte.

No seu quarto ano de vida, procriava e então por doze meses carregava no ventre sua cria. Assim se renovavam as gerações, sempre seguindo as sábias regras da natureza. Até que um dia veio o homem, atraído pelos mistérios e encantos do mar. Ah, o homem… Este ser superior, espécime única, animal racional. Filósofo. Pensador. Poeta. Antigo admirador das coisas belas, dentre elas, o mar… O mar agora está manchado de vermelho. O vento sopra longe os gritos e os lamentos. Não é apenas uma baleia que se debate. É uma espécie inteira que desaparece. É a natureza que lamenta. É a vida do planeta que chora. É o mar que grita. É o homem, que tolo, não percebe, que também agoniza.

Loriane Capeletti



Fonte: Youtube



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais