Espécies em Extinção

Ave considerada extinta ressurge 170 anos depois

Compartilhe:     |  6 de março de 2021

O tagarela-de-sobrancelha-negra só havia sido visto uma vez antes, supostamente em Java, mas no ano passado apareceu em outra ilha indonésia, Bornéu

Um pequeno pássaro asiático que dava toda a impressão de ter sido extinto foi encontrado 170 anos após sua existência ter sido registrada, informou a revista “BirdingASIA”. Pesquisadores da Indonésia e de Cingapura acharam evidências da existência contínua do tagarela-de-sobrancelha-negra (Malacocincla perspicillata) e, no artigo, descrevem a história da ave, por que foi considerada extinta e como foi localizada na ilha de Bornéu (Indonésia).

Um espécime de tagarela-de-sobrancelha-negra havia sido capturado entre 1843 e 1848 pelo naturalista alemão Carl Schwaner. Os registros da descoberta são imprecisos, mas aparentemente o pássaro estava na ilha de Java. Esse foi o único exemplar observado; posteriormente, ele foi levado para a Holanda e armazenado. Depois disso, não se ouviu mais falar sobre a espécie. O tagarela-de-sobrancelha-negra passou a ser conhecido como “o maior enigma da ornitologia indonésia”.

A crença na extinção da ave começou a ruir no ano passado. Em 2020, os pesquisadores Muhammad Rizky Fauzan e Muhammad Suranto, capturaram uma ave que não conseguiram identificar na parte indonésia (Kalimantan) da ilha de Bornéu. Avaliações por fotos acabaram por conduzir os estudos ao tagarela-de-sobrancelha-negra levado para a Holanda.

A descoberta indica que o pássaro só foi considerado extinto porque as pessoas o procuravam no lugar errado. Sua existência também levanta a questão de quantos da espécie vivem em Bornéu e se ela está em risco. Enquanto não podem voltar à ilha “certa” por conta da pandemia, os pesquisadores preparam atualizações para os textos de ornitologia, eliminando o rótulo de extinto para o tagarela-de-sobrancelha-negra e apresentando mais detalhes sobre suas características físicas.



Fonte: Revista Planeta



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

O pet precisa de suplementação alimentar equilibrada

Leia Mais