Notícias

Barcelona vai ampliar “supermanzanas” para mais seis regiões da cidade

Compartilhe:     |  16 de janeiro de 2017

Após o sucesso da primeira experiência de restrição à circulação de carros no bairro de Poblenou, a prefeitura de Barcelona planeja a extensão do programa para mais seis regiões da cidade até 2018. O município pretende investir cerca de 12 mihões de euros na implantação do novo conceito urbano e espera com isso reduzir fortemente a poluição acústica e atmosférica na metrópole espanhola.

Chamadas “superilhas” ou “supermanzanas” – referência às manzanas projetadas por Ildefons Cerdà no século 19 e que criaram a Barcelona moderna  – cada uma das áreas de restrição envolve de quatro a nove quadras, nas quais apenas um terço do espaço viário se destina ao tráfego motorizado, com prioridade para a mobilidade ativa, a pé ou de bicicleta. Nessas áreas a velocidade máxima é de 10 km/h e os espaços destinados aos pedestres crescem para até 75%. O nível de ruído deve baixar dos atuais 66 dB para 61 dB e a emissão de gases e material particulado deve cair cerca de 40%, segundo a proposta da prefeitura.

Polêmica

Como ocorre em qualquer cidade, a mudança em Poblenou gerou uma enxurrada de reclamações de moradores e comeciantes da área, protestos que foram capitalizados pelos partidos de oposição em propostas para mudanças na proposta original. Os problemas foram admitidos pela secretária de Urbanismo e Mobilidade, Janet Sanz, que anunciou uma série de audiências públicas sobre o tema, na segunda quinzena de janeiro. Sanz afirma que depois da experiência em Poblenou os técnicos da prefeitura compreenderam que vai ser necessário abrir as propostas para uma discussão muito mais ampla, em cada bairro, de forma que a decisão dos usos dos espaços públicos seja compreendida plenamente pelos moradores.

As audiências serão agora realizadas em Sant Antoni, izquierda del Eixample, Camp d’en Grassot, Horta, Les Corts y Sant Martí, novos bairros que receberão as supermanzanas. Janet Sanz declarou à imprensa que além dessas áreas existem demandas para os bairros Horta-Guinardó, Gràcia, Sants-Montjuïc, Nou Barris y Sant Andreu, mas não adiantou quais serão implantadas. Mas sabe-se que a atual prefeita, Ada Colau, persegue o objetivo de estender o conceito das “supermanzanas” a toda a área desenhada por Cerdà.



Fonte: Revista Ecológico - Marcos de Sousa - Mobilize Brasil / El Periódico



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Saúde pet: entenda o perigo de uma alimentação incorreta para cães e gatos

Leia Mais