Notícias

Barco sustentável movido a energia solar é atração nas águas do Rio Mimoso

Compartilhe:     |  9 de novembro de 2019

Um barco em que o sol é o principal combustível. Em tempos de turismo sustentável, nada poderia ser mais adequado do que reduzir a dependência do uso de combustíveis fósseis e a emissão de poluentes, ainda mais em Bonito, um dos principais cenários de ecoturismo do Brasil, onde turistar segue regras rígidas de preservação da natureza.

É o Biguá, a nova atração na Estância Mimosa, distante 25,3 km em relação ao centro de Bonito. Com o nome de uma das aves aquáticas mais avistadas na zona rural do município, o barco de modelo Safari 7.0 M, equipado com duas placas solares adaptadas para tocar o motor elétrico, tem capacidade para 15 pessoas sentadas.

Além de silencioso, o barco não polui o ar nem a água do rio, pois não gera resíduos de combustível. Thyago Sabino, gerente da Estância Mimosa, disse que a aquisição do barco é uma importante inovação, especialmente em um estado que tem o turismo de natureza como carro-chefe.

“O Biguá concilia modernidade, tecnologia sustentável e vai ao encontro com o que desejamos oferecer: a experiência de integração na natureza com equipamentos modernos, seguros e confortáveis para nossos visitantes”, afirmou Thyago Sabino.

Ao mesmo tempo em que o barco consome energia, ele é abastecido, afinal o sol está sempre presente no céu sul-mato-grossense, e o passeio sustentável percorre um trecho de 500 metros pelo Rio Mimoso, passando por paisagens deslumbrantes com cachoeiras, mirantes e morros.

“O passeio ficou ainda mais interessante por se preocupar com a questão da sustentabilidade. O barco quase não faz barulho, e isso tem tudo a ver com o local em que é utilizado”, declarou Iasmin Terena, profissional de turismo em Bonito, depois de conhecer o barco.

Breno Teixeira, do VisitBonito, guia online dos atrativos de Bonito, também fez o passeio. “O barco é tão silencioso, que o passeio se torna uma excelente oportunidade para o turista se conectar com a natureza e aproveitar ainda mais as belezas à sua frente, incluindo uma mata ciliar linda”, comentou.O barco Biguá percorre um trecho de 500 metros pelo Rio Mimoso, cenário de belas cachoeiras (Foto: Divulgação/Grupo Rio da Prata)O barco Biguá percorre um trecho de 500 metros pelo Rio Mimoso, cenário de belas cachoeiras (Foto: Divulgação/Grupo Rio da Prata)



Fonte: Campo Grande News - Paulo Nonato de Souza



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Cadela cega explorada para reprodução é salva e se torna amiga de menino com deficiência

Leia Mais