Notícias

Baunilha amazônica: sugestões que levam cumaru para provar no Rio

Compartilhe:     |  22 de agosto de 2020

De coquetéis a sobremesas e quitutes, dicas de bares, restaurantes e padarias que usam a especiaria para aromatizar e dar mais sabor às receitas

Por Carolina Barbosa

Extremamente aromático, o cumaru é um fruto oriundo de uma árvore tropical que cresce em toda a região norte da América do Sul – incluindo os estados brasileiros do Amazonas e do Pará – cuja semente enriquece o sabor de receitas se usado na medida certa, com parcimônia.

Moída, em pó, em extrato ou em favas, a especiaria exibe notas herbais que se misturam com aromas de baunilha, alcaçuz, caramelo, coco e cravo, para citar alguns exemplos que costumam ser descritos. Potente, de sabor adocicado, não por acaso, é considerada a “baunilha amazônica”, tendo se popularizado entre os chefs e padeiros na utilização gastronômica. A seguir, dicas que ganham mais graça com o uso do ingrediente.

Artesanos Bakery – Na padaria artesanal, o bombolone (R$ 12,00 a unidade), espécie de releitura de sonho, pode vir recheado de cumaru. Avenida Pedro Moura, 150, Recreio, 96691-0169 (WhatsApp). Terça a domingo, 9h às 16h.

Artesanos Bakery: bombolones recheados de cumaru RioArtCom/Divulgação

Aqui no Copo – No recém-lançado clube do drink, o viro os olhinhos, criação da bartender e sommelière Érica Barbosa, leva cerveja barley wine, suco de laranja, mel silvestre, cachaça branca, bitter aromático, composto de canela, pimenta da Jamaica, cardamomo, cacau e cumaru (R$ 25,00). O coquetel é finalizado com uma rodela de laranja desidratada e chega em casa (pedidos pelo link) acompanhado de growler pet, apenas às sextas e sábados, entre 17h e 22h. Mas pode ser degustado no próprio bar, de quarta a sábado. Rua Dezenove de Fevereiro, 188, Botafogo, 99465-7459. Quarta e quinta, 17h às 23h. Sexta e sábado, 17h a 1h.

AquiNoCopo: à base de barley wine, coquetel leva cumaru Bruno de Lima/Divulgação

Espaço 7zero6 –  No espaço gastronômico instalado no topo do hotel na Avenida Vieira Souto, o drinque dona flor (R$ 35,00) é preparado com rum, Aperol, limão-siciliano, cumaru, carambola e flor comestível. Avenida Vieira Souto, 706, Ipanema, 2141-4949, 12h às 23h.

Espaço 7zero6: baunilha brasileira no Dona Flor Dhani B/Divulgação

Ino. – Na casa comandada pelo restaurateur Paulo Ouro Preto, os profiteroles, recheados com creme de cumaru, calda de chocolate e sorvete de chocolate (R$ 33,00), são os mais pedidos da ala açucarada. Rua Conde de Irajá, 115, Botafogo, 3549-5806. Terça a sábado, 12h às 15h e 19h às 22h. Domingo, 12h às 16h.

Ino.: profiteroles são o hit das sobremesas Filico/Divulgação

Malta Beef Club – Recém-lançado na carta, o águas de malta (R$ 38,00) reúne rum, cerveja, xarope de fava de cumaru com maracujá e espuma de limão-siciliano. Avenida General San Martin, 359, Leblon. Rua Saturnino de Brito, 84, Jardim Botânico. Reservas pelo 2402-3101. Terça a sábado, 12h às 23h. Domingos, 12h às 18h.

Malta Beef Club: ingrediente entra no coquetel Malta/Divulgação

Martoca Padeira – A padeira Marta Carvalho usa o ingrediente em preparos como o cupcookies (R$ 9,00 a unidade de 70 gramas), um cookie feito na forminha de cupcake à base de farinha de trigo, açúcar mascavo, açúcar demerara, manteiga, ovos, chocolate meio amargo, sal, bicarbonato de sódio e cumaru. A “baunilha brasileira” entra ainda na receita do apetitoso bolinho de castanha e especiarias recheado de doce de leite (R$ 9,00 a unidade de 80 gramas). Pedidos pelo 98152-6135 ou pelo Instagram. 

Martoca Padeira: bolinho de castanha e especiarias leva cumaru Instagram/Reprodução

.Org – No restaurante da chef Tati Lund, o cumaru integra a composição do de levinho (R$ 27,00), que reúne ainda iogurte de castanhas, geladinho de frutas vermelhas com manjericão, banana brulée e granola de sementes. Avenida Olegário Maciel, 175, Barra, 2493-1791 ou 97121-0070, 12h às 15h30h.

.Org: iogurte com cumaru Tomás Rangel/Divulgação

Signatures – No restaurante da escola de gastronomia francesa Le Cordon Bleu no Rio, a sobremesa batizada de amazônia é elaborada com creme de cupuaçu, calda de taperebá, sponge de açaí, telha crocante de castanha de caju, terra de cacau e sorvete de cumaru (R$ 42,00). Rua da Passagem, 179, Botafogo, 97236-3218. Terça a sábado, 19h às 23h.



Fonte: Veja Rio - Carolina Barbosa



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais