Medicina Verde

Benefícios do espinho cheiroso – Para que serve e dicas

Compartilhe:     |  22 de novembro de 2020

Benefícios do espinho cheiroso - Para que serve e dicas - MundoBoaFormaEspecialista: Dra. Patricia Leite*

Saiba quais são os benefícios do espinho cheiroso e para que serve essa planta chamada também de espinheira santa.

O espinho cheiroso (Maytenus ilicifolia) é uma planta que cresce em climas amenos, principalmente em regiões como o sul do Brasil, por exemplo.

Os índios brasileiros usavam muito a planta com o intuito de combater tumores e por isso ela também é conhecida como erva-cancerosa. Alguns outros nomes são:

  • Cancorosa;
  • Espinho-de-Deus;
  • Salva vidas;
  • Marteno;
  • Espinheira divina;
  • Espinheira santa.

Aliás, existem muitos chás que ajudam a emagrecer principalmente por causa do seu efeito diurético, e com o espinho cheiroso não é diferente. Veja se a espinheira santa emagrece mesmo.

Como a flora brasileira é muito rica, é importante ter cuidado para não confundir a planta com espécies como a Sorocea bonplandii e Pachystroma ilicifolia.

Sendo assim, é importante estar atento às características do espinho cheiroso, aos seus benefícios e só obter a planta de fontes e produtores confiáveis.

O espinho cheiroso tem flores brancas e o arbusto pode crescer de 1 a 2 m, mas alguns deles podem alcançar incríveis 5 m de altura.

Índice deste artigo:

Para que serve o espinho cheiroso

As folhas do espinho cheiroso são ricas em taninos, polifenóis e triterpenos. A saber, os taninos, por exemplo, conferem à planta propriedades antissépticas.

Outros componentes e propriedades da planta incluem:

  • Ácido tônico e ácido silícico, que também fornecem propriedades antissépticas e cicatrizantes;
  • Fridenelol, que garante efeito gastroprotetor;
  • Epigalocatequina, responsável por parte da ação cicatrizante, pelo efeito antioxidante e pela redução da acidez estomacal.

Aliás, a epigalocatequina é o principal composto bioativo do chá verde. Aproveite então para conferir os benefícios do chá verde comprovados pela ciência.

Por causa de suas propriedades, o espinho cheiroso é usado para:

  • Complementar o tratamento da gastrite e da úlcera gástrica;
  • Aliviar a dor de estômago;
  • Melhorar a azia.

Alguns outros usos populares são, por exemplo:

  • Depuração do sangue;
  • Controle da diabetes;
  • Tratamento de infecções urinárias;
  • Alívio de problemas intestinais.

Benefícios do espinho cheiroso

Entenda mais em detalhes os benefícios dessa planta.

1. Alivia a indigestão e dores estomacais

desconforto digestivo

O espinho cheiroso alivia os gases acumulados no organismo e ajuda a melhorar o trânsito intestinal – prevenindo e tratando os sintomas como a diarreia ou a constipação.

De fato, isso ocorre por causa do efeito gastroprotetor que a planta causa – que resulta na redução da liberação de ácidos e também da redução das fermentações gastrointestinais.

Além de ajudar na digestão, as fibras do espinho cheiroso também podem promover saciedade e ajudar a emagrecer.

2. Pode ajudar a prevenir o câncer

Os diversos compostos antioxidantes do espinho cheiroso podem prevenir alguns tipos de câncer, como por exemplo o câncer de pele.

A nossa pele está exposta diariamente aos raios solares, à poluição e a vários produtos que usamos. Todos eles podem desencadear a produção de radicais livres, que por sua vez aumentam o risco de câncer.

Com a ação antioxidante do espinho cheiroso, é possível então neutralizar a maioria dos radicais livres e evitar danos às células.

3. Auxilia no tratamento de distúrbios gastrointestinais

O espinho cheiroso tem um efeito gastroprotetor importante que protege a mucosa que reveste o estômago, diminuindo assim a acidez gástrica e evitando o refluxo ácido.

Esse efeito também ajuda a tratar e prevenir condições como a gastrite, a dispepsia e as úlceras gástricas, por exemplo. De fato, os taninos da erva ajudam não apenas na cicatrização de úlceras como também na prevenção de novas lesões.

4. É diurética

Os triterpenos e outros compostos encontrados no espinho cheiroso são os responsáveis pela ação diurética da planta. Por isso, ela ajuda a eliminar toxinas por causa do aumento da produção de urina.

Como resultado, temos uma melhora significativa na função renal, uma redução na retenção de líquidos e uma diminuição no inchaço do corpo.

De quebra, isso também contribui para reduzir o risco de infecções urinárias e pode ajudar na perda de peso.

5. É cicatrizante

ferida na pele

Propriedades anti-inflamatórias e analgésicas aliviam a dor em lesões na pele e também ajudam na cicatrização de feridas.

Isso inclui não só as feridas externas causadas por lesões ou picadas de insetos, como também as úlceras que se formam dentro do corpo.

6. Anti-inflamatória e bactericida

O efeito antibacteriano e a atividade anti-inflamatória da planta são capazes de combater a bactéria H. Pylori, além de outras infecções e inflamações.

A ação anti-inflamatória também atua no tratamento e no alívio de problemas de saúde como a asma e de irritações na pele, por exemplo.

Dicas de uso da espinheira santa

É provável que você encontre o espinho cheiroso na forma de cápsulas e extratos. Mas o uso mais comum é como um chá. Confira a receita do chá abaixo!

Chá de espinho cheiroso

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de folhas secas de espinho cheiroso;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Primeiramente, ferva a água. Logo após observar a fervura, adicione as folhas secas.

Em seguida, apague o fogo e tampe o recipiente para que a mistura fique em infusão por pelo menos 10 minutos. Por fim, coe e tome o chá ainda morno.

A saber, a maioria das pessoas usa o chá de espinho cheiroso até 3 vezes por dia – sendo a primeira em jejum e as seguintes até 30 minutos antes das refeições.

Cápsula

O espinho cheiroso também está disponível em cápsulas. A dose usual é de 1 ou 2 cápsulas até 3 vezes ao dia antes das refeições principais.

Extrato líquido

Outra forma de usar o espinho cheiroso é como um extrato líquido. Nesse caso, a dose usual é de 15 gotas.

Compressa quente

Por fim, o chá de espinho cheiroso pode ser usado em uma compressa quente para:

  • Tratar inflamações na pele como o eczema e a acne, por exemplo;
  • Acelerar a cicatrização de feridas.

Alerta sobre o espinho cheiroso

Alguns efeitos adversos podem ser a boca seca e a náusea. As grávidas ou lactantes não devem usar a erva porque ela pode desencadear um efeito abortivo ou reduzir a produção de leite materno. Além disso, há o risco de alergia em algumas pessoas.

No entanto, apesar desses avisos sobre o uso de espinho cheiroso, o uso moderado é considerado seguro e saudável.

*Sobre Dra. Patricia Leite

Dra. Patricia é Nutricionista – CRN-RJ 0510146-5. Ela é uma das mais conceituadas profissionais do país, sendo uma referência profissional em sua área e autora de artigos e vídeos de grande sucesso e reconhecimento. Tem pós-graduação em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em Nutrição Esportiva pela Universidad Miguel de Cervantes (España) e é também membro da International Society of Sports Nutrition. É ainda a nutricionista com mais inscritos no YouTube em português. Dra. Patricia Leite é a revisora geral de todo conteúdo desenvolvido pela equipe de redatores especializados do Mundo Boa Forma.



Fonte: Mundo Boa Forma



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais