Notícias

Biomassa de algas pode substituir muito bem a carne com a chamada proteína completa

Compartilhe:     |  10 de junho de 2020

Na segunda-feira (8), o Vegconomist publicou uma entrevista com a vice-presidente da Associação Europeia de Biomassa de Algas (EABA em inglês), Alexandra Mosch, que falou sobre o potencial das algas na substituição de proteínas de origem animal.

Alexandra disse que hoje há uma necessidade premente por proteínas alternativas motivadas por diferentes fatores, incluindo a preservação do meio ambiente. “As algas fornecem essa proteína sustentável à base de plantas para a produção de alimentos – e ingredientes nutricionais ainda mais saudáveis.”

Fornecem todos os nutrientes necessários

Ela destacou que as algas são parte do mundo natural há pelo menos 3,5 bilhões de anos e fornecem todos os nutrientes necessários, incluindo aqueles que as pessoas costumam citar como justificativa para continuarem consumindo carnes, incluindo peixes – como proteínas, oligoelementos (ferro e cinzo), vitaminas (B6 e B12).

Segundo Alexandra Mosch, a proteína das algas pode ser muito bem digerida por humanos, o que é evidente por meio de seu PDCAAS (Escore de Aminoácidos Corrigido pela Digestibilidade Verdadeira das Proteínas), que chega a 0,92 no caso de algumas algas vermelhas e 0,85 na spirulina.

“As algas fornecem a chamada proteína ‘completa’, o que significa [também] que contêm todos os ácidos graxos poli-insaturados. Mais importante ainda, são os principais produtores de ácidos graxos de cadeia longa que somente as algas podem conceber (ômega-3 exclusivo (como DHA e EPA)).”

Peixes obtêm ômega-3 a partir das algas

Ela explica também que os peixes são fontes intermediárias de ômega-3, já que esse tipo de gordura saudável só está presente nesses animais porque eles consomem as algas.

“Outras propriedades, como cor, sabor e cheiro de peixe, também são influenciadas por seus alimentos – as algas – quando provenientes da natureza (e não de criação em cativeiro). Usar a biomassa de algas diretamente e convertê-la em alternativa ao peixe e outros tipos de carne significa que já temos um produto muito próximo do que estamos acostumados a consumir.”

E acrescenta: “Além disso, ajuda a evitar várias etapas da piscicultura industrial ou da criação industrial de gado, portanto, fornece todo o perfil nutricional favorável, mas é menos poluente e melhor para o meio ambiente. Então, obviamente, as algas são uma fonte extraordinária de nutrição saudável e mais adequada para produtos alternativos ao peixe e à carne. Natural, nutritivo e sustentável. É assim que nossa futura comida deve ser.”

Você sabia que as algas podem revolucionar o mercado de alternativas à carne? Clique aqui e leia nossa matéria sobre o assunto.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais