Trilhas da Paraíba

Boa Ventura

Compartilhe:     |  28 de julho de 2019

O município de Boa Ventura está localizado no Sertão paraibano, na microrregião de Itaporanga e limita-se com os municípios de Curral Velho (18,5 km), Diamante (6 km), Itaporanga (14 km), Pedra Branca (16 km) e Princesa Isabel (29 km). A temperatura média anual desse município oscila em torno de 26,5°C. Apresenta uma vegetação de Caatinga.
A fundação do povoado de Boa Ventura aconteceu por volta de 1787, por intermédio do comandante Francisco Diniz, juntamente com sua filha, Maria de Oliveira Dutra mais conhecida como Maria Baraúna e seu genro, o Alferes Luiz Pinto. Proprietários de grandes lotes de terra possuíam também inúmeros escravos. Doaram à Nossa Senhora da Conceição meia légua de terras e a escolheram como padroeira do lugar. Luiz Pinto de Sousa foi assassinado em 1810, por um de seus escravos conhecido pela alcunha de Calfange que foi preso, torturado e morto, a mando de Maria Baraúna. Com o tempo foram chegando novas famílias, construindo suas casas e fazendas assim surgindo também casas comerciais.
No início do século XX uma Revolução aconteceu no sertão brasileiro e muito pouca gente sabe pelo Brasil. Acredito que entre os historiadores, nem 5% sequer ouviu falar ou leu algum artigo sobre um exemplo de luta, resistência e pululância nordestina, a proclamação da República da Estrela. Esta República abrangia os importantes municipios de Boa Ventura, então com 7 mil habitantes e Curral Velho, com mil e quinhentos, no Vale do Piancó, alto sertão da Paraíba. Esses dois municípios, comandados pela mão forte do Coronel Zuza Lacerda, declararam independência do Estado da Paraíba e consequentemente da nação brasileira.

Depois de perder a eleição no município de Misericórdia, atual Itaporanga, Zuza Lacerda resolve separar Boa Ventura e Curral Velho, então pertencentes a Misericórdia. O seu governo gozava de organização invejável a muitas nações da Oceania, como Tokelau, Tuvalua e Kiribati. Possuía Ministério de Relações Exteriores, cujo secretário era o Major Sula; e seus dois filhos eram secretários de Guerra e da Fazenda. O mais audacioso projeto era o do Ministério da Marinha, que servia para fazer a importante travessia do Rio Piancó, que pra facilitar o trabalho dos marinheiros, fica seco durante 6 meses do ano.



Fonte: Famup - Blog Boa Ventura PB - Boa Ventura Online



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais