Notícias

Brasil lança estratégia para proteção de espécies ameaçadas de extinção

Compartilhe:     |  1 de dezembro de 2018

O Ministério do Meio Ambiente lançou na última quarta-feira (29) a “Estratégia Nacional para Conservação de Espécies Ameaçadas de Extinção”. Segundo a pasta, o programa tem como objetivo elaborar e implementar planos de ação que permitam a conservação de espécies nativas e “atuar no combate ao tráfico e nas principais ameaças para aquelas espécies que estão em maior risco”.

O projeto prevê que a partir da identificação de oportunidades e priorização de ações todas as espécies ameaçadas de extinção estejam sob alguma medida de conservação até 2022. Ainda segundo o ministério, os recursos do projeto são destinados ao fortalecimento do Programa Pró-espécies, instituído pela Portaria MMA nº 43/2014.

Serão 12 áreas consideradas “chave” para conservação das espécies, com um total de 9 milhões de hectares. Atualmente o Brasil tem 3286 espécies ameaçadas, sendo que destas 290 estão em situação mais crítica.

Parceria internacional

O projeto contou com uma doação de US$ 13.435.000 (R$ 51.698.141) do Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF, sigla em inglês para Global Environment Facility Trust Fund). A implementação da doação será dividida entre quatro áreas de trabalho:

– integração de espécies ameaçadas em políticas setoriais
– combate à caça, pesca, extração ilegal e tráfico de espécies silvestres
– alerta e detecção precoce de espécies exóticas invasoras
– coordenação e comunicação

A Estratégia Nacional será coordenada pelo Departamento de Conservação e Manejo de Espécies da Secretaria de Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente, com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e com o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro – JBRJ.



Fonte: Anda - G1



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

A surpreendente velha amizade entre um cão e um golfinho

Leia Mais