Notícias

Britânicos usam pinheiros de verdade no Natal sem agredir meio ambiente

Compartilhe:     |  26 de dezembro de 2014

Uma tradição de Natal – o uso de pinheiros de verdade na decoração – poderia se tornar uma preocupação ecológica. Mas os britânicos conseguiram manter o costume, sem agredir o meio ambiente.

A família chega, no espírito de Natal, para uma decisão importante: a escolha da árvore que vai decorar a sala. Mesmo que a árvore seja enorme, os pequenos dão uma mãozinha. A opinião deles tem peso.

“É uma festa voltada para as crianças”, diz um homem, enquanto constata que acabou de perder as filhas no meio das árvores.

Todo mundo quer a maior árvore possível. Se vai caber no carro, aí é outro problema.

Não se assuste. ‘Não é um crime ecológico’, dizem os vendedores. As árvores são plantadas em fazendas. Quando uma é arrancada, outra é plantada no lugar e, depois do Natal, elas são recicladas.

John e Margareth vão no meio da floresta escolher a deles. Depois de muita procura, acham a ideal.

“Ela é larga na base, vai encher a sala e tem um cheiro maravilhoso”, diz John.

A maior árvore natural da Grã-Bretanha fica bem no centro de Londres. Tem 20 metros de altura e chegou de longe. É um presente que os britânicos ganham há exatos 67 anos, e vem sempre acompanhado de um ‘muito obrigado’.

Ela chega todos os anos da Noruega de navio. É um agradecimento à ajuda dos britânicos aos noruegueses para se libertarem do nazismo na Segunda Guerra Mundial.

A Trafalgar Square, um dos lugares mais conhecidos de Londres, é fechada para que a árvore seja montada com todo o cuidado. E vira cenário para apresentações diárias de músicas natalinas. Londres fica envolvida pelas as imagens e sons do Natal.



Fonte: Jornal Nacional



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais