Notícias

Buraco negro que mais cresce no Universo consome o equivalente a um Sol por dia

Compartilhe:     |  6 de julho de 2020

No último dia 30 de julho, um estudo publicado no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society mostrou que, além de grande, o buraco negro J2157 tem um apetite voraz, e consome, diariamente, o equivalente a massa de um Sol.

Isso faz com que o J2157 seja o buraco negro com a maior taxa de crescimento de que se tem notícia. Seu tamanho (estimado em 34 bilhões de vezes a massa do Sol) também impressiona. À título de comparação, ele é 8 mil vezes maior que Sagitário A*, o buraco negro supermassivo que está no centro da Via Láctea – se o Sagitário A* quisesse se igualar ao J2157, precisaria engolir dois terços da nossa galáxia.

Descoberto em 2018, o J2157 tem um baita nome complicado: SMSS J215728.21–360215.1 – pode ficar tranquilo, vamos continuar com a versão abreviada. Naquela época, os astrônomos estimaram que sua massa seria de 20 bilhões de vezes a do Sol, e sua taxa de acúmulo (de poeira, gás, destroços celestes e tudo mais que possa ser deglutido por ele) era de meio Sol por dia. Desde então, as medições foram revisadas até chegar nos valores de hoje.

Mas o que mais chama a atenção é a distância entre ele e a Terra: 12 bilhões de anos-luz. Pois é. A luz ultravioleta emitida pelo buraco, e captada pelos astrônomos, levou 12 bilhões de anos para chegar até aqui. O J2157, então, é um buraco negro do início do Universo, menos de 2 bilhões de anos após o Big Bang.

“É o maior buraco negro que foi medido deste período inicial do Universo”, disse à CNN Christopher Onken, principal autor do estudo e pesquisador da Escola de Astronomia e Astrofísica da Universidade Nacional Australiana. Ancião bom de prato.

Analisar buracos negros do tipo (e as galáxias em que se localizam) é importante não só para entender como corpos tão grandes como eles se formam, mas também para compreender mais sobre essa fase primitiva do Universo.



Fonte: Superinteressante



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais