Notícias

Câmera capta danos mais profundos do sol na pele humana; imagens mostram a situação real da pele

Compartilhe:     |  19 de janeiro de 2015

Pesquisadores americanos anunciaram esta semana: 2014 foi o ano mais quente já registrado. E pelo jeito será superado porque 2015 já começou com o maçarico ligado. As regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, por exemplo, estão registrando calor acima da média.

E o Rio de Janeiro é a capital mais quente do país? Difícil ficar fora do ar condicionado, o problema é que a conta de luz pode aumentar até 40 % esse ano. E aí? Fazer o quê?

Parece deserto, mas é o Rio de Janeiro. O verão no Rio já é um dos mais quentes da história. Esta semana, a sensação térmica andou batendo na casa dos 50°C na cidade, e a chuva passou longe. Mas o calor não foi só na capital fluminense. O Brasil ferveu esses dias. Não teve roupa, banho ou ventilador que dessem conta.

A dona de casa Marcia Oliveira, que sempre gostou de passar os dias quentes na praia, esta semana, trocou o mar pelo ar-condicionado do shopping. “É a única forma de se refrescar”, diz.

Não foi só ela que teve essa ideia, e a tão famosa ‘praia de paulista’ virou o programa preferido no Brasil todo.

Ir ao shopping se tornou uma ideia ainda melhor depois da notícia que as contas de luz dos brasileiros podem subir ainda mais em 2014.

O ar é realmente o aparelho eletrônico que mais consome energia em uma casa. O consumo médio mensal dele é 360 quilowatt-hora, quatro vezes maior do que o da geladeira e cinco vezes maior do que o chuveiro elétrico.

Mas como não ligar o ar-condicionado nesse calorão? Para não sentir tanto na conta, veja duas dicas importantes: descongele sua geladeira periodicamente e não se esqueça de deixar o chuveiro na posição ‘verão’.

Fresquinho ou congelante? Ar-condicionado causa brigas em escritórios

Até trabalhar no ar-condicionado pareceu uma boa pedida esta semana. Mas enquanto os homens de um escritório no Rio de Janeiro pediam para aumentar a potência do ar-condicionado: “Para mim está normal. Nem frio nem quente”, diz um deles.

As mulheres reclamavam de frio: “Olha a mão como está. Gente, a mão dela está gelada”.

Não se trata de simples teimosia ou de quem vai vencer a guerra do ar-condicionado. Encontrar um equilíbrio entre os que morrem de calor e os que congelam no escritório não é uma tarefa nada fácil.

O fisiologista Antonio Galina explica que os homens tendem mesmo a sentir mais calor que as mulheres. “A taxa metabólica entre homens e mulheres é um dado conhecido da literatura é diferente. No homem é maior porque tem mais músculo e o calor é gerado pelos órgãos internos: fígado, rim, cérebro, coração, tudo produz calor”, explica.

Uns mais, outros menos. O fato é que todos sofrem neste calor.

Câmera capta danos mais profundos do sol na pele humana

E nunca é demais repetir sobre a importância de se proteger do sol. Um cineasta inglês descobriu uma forma de ajudar na conscientização sobre o uso do protetor solar. Ele adaptou sua câmera para captar os danos mais profundos do sol no rosto. “Essa câmera é muito mais sensível que o olhar humano. Por isso acaba revelando tanta coisa”, conta.

As imagens mostram a situação real da pele. Dá para ver como crianças e bebês ainda não têm a pele manchada.

O Fantástico foi até a Praia de Copacabana fazer um teste com a câmera especial. Na imagem, quanto mais escuro, mais protegido. “Quando sua pele fica preta em uma câmera dessas, significa que ela está protegida”, explica.

A câmera mostra também como algumas pessoas são naturalmente mais protegidas do que outras. “A melanina, que é esse pigmento da pele, ela protege contra o ultravioleta, então, são pessoas que têm uma proteção natural”, explica Leandra Metsavath, dermatologista.

“Ela tem uma pele protegida. Naturalmente bronzeada. Boa”.

“Eu resolvi também fazer esse teste. Eu estou usando maquiagem. Tem filtro solar. Mas Tomas me garante que não é suficiente. Então ele vai aplicar um filtro solar 50. Vamos ver como será a reação na minha pele. Agora que estou devidamente protegida eu passo o microfone para o Mauricio Kubrusly porque o ‘Me Leva Brasil’ está no Rio de Janeiro para uma nova missão”.

‘Me Leva Brasil’ descobre como brasileiros se sentem mostrando o corpo

A intenção do ‘Me Leva Brasil’ é ver como as pessoas estão reagindo e se sentem à vontade para mostrar o corpo nesse calorão todo no verão. O melhor para todo mundo é assumir o corpo e aproveitar o clima do verão.



Fonte: Fantástico



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais