Notícias

Canadá torna-se o primeiro entre os países mais ricos a proibir a extração e o comércio de barbatanas de tubarão

Compartilhe:     |  30 de junho de 2019

“Estima-se que 100 milhões de tubarões são mortos a cada ano, a maioria  por causa de suas barbatanas”, afirmou Rebecca Aldworth, diretora executiva da Humane Society International do Canadá (HSI), segundo informação publicada em 20 de junho pelo próprio órgão, na Globe News Wire.

Aldworth e a organização que representa estão celebrando uma conquista recente: em vitória legislativa histórica, a Câmara e o Senado canadenses acabam de proibir não só a remoção de barbatanas de tubarão nas águas do país, como também sua exportação e importação.

O Bill C-68 é uma emenda constitucional que altera as regras vigentes para a pesca no país e incorpora medidas de um outro Projeto de Lei, o S-238, que passou anteriormente pelas duas casas legislativas do Canadá.

“Esta decisão marca uma mudança radical no bem-estar e na conservação dos tubarões. É uma vitória da qual todos os canadenses podem se orgulhar, celebrou Aldworth. Na nota divulgada pela HSI, ela enfatizou, ainda, que a posição do governo canadense sintoniza-se com os alertas da comunidade científica que, em inúmeros documentos, vem chamando a atenção para o sofrimento extremo desses animais e para a devastação ecológica provocada pelo que chamou de “prática sem sentido”.

“Nosso governo demonstrou verdadeira liderança ao responder à ciência e à vontade pública, acabando com o papel do Canadá nesse comércio cruel ”, acrescentou.

O alto escalão do governo também comemorou. Para o Ministro das Pescas, Oceanos e da Guarda Costeira do Canadá,  Jonathan Wilkinson, não resta dúvidas em relação ao impacto devastador nas populações globais de tubarões provocado pelo comércio de barbatanas, por vezes ilegal. Segundo ele, a nova lei “responde à crescente preocupação do público com o impacto e a natureza da prática”. Wilkinson mencionou, ainda, a importância do legado de Rob Stewart, o cineasta canadense dedicado à causa que, por meio de sua obra, exerceu forte influência na opinião pública do país.

O senador Michael MacDonald, responsável por um outro projeto de lei, o S-238, que também se refere à restrições a esse comércio internacional, disse que, na última década, o Canadá tornou-se o maior importador per capita de barbatanas do mundo, lembrando que a maior parte delas é extraídas de espécies ameaçadas ou em perigo de extinção.

“Proibir a importação de barbatanas de tubarão é um primeiro passo importante na luta para preservar esses importantes predadores“, declarou.



Fonte: Greenme - Gisele Maia



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Entenda a Gravidez Psicológica em Cadelas!

Leia Mais