Notícias

Câncer e celulares podem ter ligação científica, diz estudo do National Toxicology Program

Compartilhe:     |  28 de maio de 2016

Câncer e celulares podem estar ligados cientificamente, essa é a conclusão do estudo de 25 milhões de dólares do National Toxicology Program (NTP), nos Estados Unidos. Para o jornal americano The Wall Street Journal, que deu a notícia em seu site, a descoberta é “explosiva”.

A pesquisa feita em camundongos expôs os animais à radiação que os aparelhos produzem desde a gestação até a vida adulta. Ao final observou-se um leve aumento na incidência de dois tipos de tumores nas cobaias do sexo masculino.

A descoberta confirma a hipótese levantada pela Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (IARC, na sigla em inglês), que percebeu aumento do aparecimento de “gliomas” (tumor cerebral que atinge células que protegem os neurônios) e “schwannomas do coração” (tumores que afetam nervos periféricos), os mesmos identificados nos camundongos.

Outro ponto interessante da descoberta é que a radiação parece não ter os mesmos efeitos sobre camundongos do sexo feminino e que quando expostos a esse risco no útero, os filhotes nascem com um peso levemente menor que o normal.

De acordo com o NTP, a importância da descoberta está na grande quantidade e variedade de pessoas que usam celulares no mundo. Sendo assim, qualquer variação no aparecimento dessa dessa doença é relevante e merece atenção.

Vale lembrar, porém, que os resultados em animais nem sempre são reais em pessoas. Por isso ainda é preciptado afirmar categoricamente que o celular causa câncer em humanos.

Uma briga científica

Há menos de um mês, uma pesquisa australiana constatou que não havia aumento da incidência de tumores cerebrais em virtude do uso do celular. Aliás, o próprio governo americano é da opinião de que os estudos científicos não apontam riscos nesse sentido.

Mesmo com tantas dúvidas sobre uma possível ligação entre celulares e tumores malignos, a maior preocupação em relação à segurança dos aparelhos ainda é o calor por eles produzido, o que foi relatado como risco ainda nos anos 90.



Fonte: Exame - Talita Nascimento



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais