Notícias

Cardápio vegetariano para cortar aos poucos a carne – e desinchar!

Compartilhe:     |  13 de outubro de 2019

É cada vez mais comum: muita gente tem eliminado os alimentos de origem animal da dieta num despertar de consciência em relação ao meio ambiente e aos animais. Mas os médicos e cientistas afirmam que existe mais um motivo para você evitar os bacons e bifes em alguns dias da semana: o seu corpo.

Mesmo que pareça difícil ficar longe da carne por algum tempo, se você souber manter um cardápio saudável e nutritivo, nem vai sentir saudade dela! Além de se alimentar a cada 3 horas, é importante experimentar e incluir de tudo. “Escolhas bem equilibradas fornecem grandes quantidades de compostos bioativos com efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios, o que pode auxiliar no processo de perda de peso”, acrescenta a nutricionista Lais Murta.

Sem contar que, se você focar no consumo adequado de carboidratos complexos e fibras, pode ter um efeito detox no corpo e desinchar, principalmente na região abdominal. Isso porque, segundo Lais, uma flora intestinal saudável promove o melhor funcionamento do sistema digestivo. E com o intestino funcionando como um relógio, já sabe: adeus, barriguinha de cocô!

Além disso, também há um aproveitamento mais intenso de nutrientes, a modulação do seu sistema imunológico e a redução da inflamação crônica – muitas vezes causas de não conseguirmos emagrecer.

Não tem muito segredo: você precisa variar. “É claro que cada pessoa possui necessidades específicas. Mas, de uma forma geral, é preciso focar em vegetais, verduras, legumes, tubérculos, grãos integrais, oleaginosas (castanhas), sementes, leguminosas (feijões), brotos e cogumelos. Também é fundamental observar a forma de preparo dos alimentos, uma vez que isso influencia muito na disponibilidade desses nutrientes”, afirma a nutricionista. Veja mais algumas dicas dela:

Cardápio vegetariano de 2 semanas

Não sabe por onde começar? Que tal testar já? A nutricionista montou um cardápio de 2 semanas para quem quer excluir a carne do cardápio aos poucos e sem muito sofrimento. Nele, você evita os alimentos de origem animal somente em algumas refeições durante a semana 1, e evolui na restrição na semana 2. Dá uma conferida:

Semana 1

Segunda: 

Terça: 

Quarta: 

Quinta:

Sexta: 

Semana 2

Segunda: 

Terça: 

Quarta: 

Quinta:

Sexta: 



Fonte: Boa Forma



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

5 coisas horríveis que você não sabia que aranhas podem fazer com você

Leia Mais