Notícias

Carne processada é banida das escolas da cidade de Nova York

Compartilhe:     |  5 de outubro de 2019

Isso significa que não serão mais oferecidos produtos como cachorros-quentes, calabresa, bacon, presunto e salsicha no menu escolar

Após a recente aprovação da Resolução 238 do Departamento de Educação de Nova York, a carne processada será banida das escolas da cidade. Isso significa que não serão mais oferecidos produtos como cachorros-quentes, calabresa, bacon, presunto e salsicha no menu escolar. A justificativa para a medida é um relatório da Organização Mundial de Saúde que cita a carne processada como potencialmente cancerígena.

A iniciativa faz parte das mudanças defendidas pelo prefeito de Nova York, Bill de Blasio que, advogando mais qualidade de vida e ações de combate às mudanças climáticas, anunciou também em maio o corte de 50% na compra de carne por parte da prefeitura, além da gradual eliminação da aquisição de carne processada. A medida está sendo adotada como forma de ajudar a reduzir os gases causadores do efeito estufa.

“São exatamente os tipos de ações políticas que acreditamos que são necessárias para melhorar a saúde pública e enfrentar os desafios ambientais das próximas décadas”, disse Craig Willingham, diretor-adjunto do Instituto de Políticas Alimentares Urbanas da Universidade da Cidade de Nova York.

O prefeito de Nova York também foi parabenizado por Jeff Sebo, diretor do Programa de Mestrado em Estudos Animais, da Universidade de Nova York.

“Segunda Sem Carne” nas escolas públicas de NY

Todas as escolas públicas da cidade de Nova York estão participando da “Segunda Sem Carne” no biênio 2019-2020. O prefeito Bill de Blasio decidiu colocar o programa em prática depois de avaliar os resultados positivos conquistados pelo presidente do Brooklyn, Eric Adams.

Como os alunos e os pais também gostaram da iniciativa, de Blasio decidiu seguir adiante, formalizando o projeto e adotando a abstenção do consumo de carne em 1,7 mil escolas uma vez por semana.

Eric Adams, que é o precursor da iniciativa, é um ex-capitão de polícia que vai concorrer ao cargo de prefeito de Nova York em 2021. Além de ser conhecido por seu trabalho contra a brutalidade policial e contra o racismo nos Estados Unidos, ampliou recentemente a sua fama ao transformar o bairro nova-iorquino em uma referência para vegetarianos e veganos.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais