Notícias

Cartilha do Conselho Federal de Química orienta sobre o uso da água sanitária

Compartilhe:     |  28 de maio de 2020

A água sanitária diluída em água revelou-se um importante aliado nas ações de proteção da Covid-19. Para esclarecer a população sobre o uso correto do produto, o Conselho Federal de Química (CFQ) lançou a cartilha “Perguntas e Respostas – Água Sanitária”, que traz informações fundamentais, como as proporções adequadas de diluição para diferentes funções, como limpar superfícies e lavar pisos. Também mostrou as diferenças da desinfecção química nas casas onde não há pessoas doentes e naquelas em que existem moradores infectados.

Outro ponto fundamental da cartilha é a explicação de que a água sanitária sozinha não mata o vírus e o efeito germicida só acontece quando diluída em água.

— Procuramos levar esse material à população porque nesse momento as pessoas estão muito sensíveis, em busca de algo que as proteja. Então, é fundamental a sociedade estar bem informada. Na visão do leigo, a água sanitária pura seria mais eficaz do que diluída em água, mas não é isso que acontece. E a água sanitária em alta concentração pode causar danos à pele — afirma o engenheiro químico Wagner Contrera, um dos representantes de São Paulo no Conselho Federal de Química e chefe do serviço de fiscalização do Conselho Regional de Química da 4ª Região.

Wagner Contrera alerta para a importância da orientação dos químicos ao utilizar os produtos Foto: Divulgação
Wagner Contrera alerta para a importância da orientação dos químicos ao utilizar os produtos Foto: Divulgação

Contrera também destaca a importância da orientação dos profissionais da Química aos consumidores na hora de comprar produtos de limpeza e de higiene pessoal:

— O consumidor deve adquirir o produto no comércio regular. As empresas que vendem em supermercado industrializam seus produtos obedecendo a normas específicas, boas práticas de fabricação, são regularizadas nos órgãos sanitários e têm responsável técnico.

Responsável pela produção da cartilha, a coordenadora técnica da Secretaria Técnico Operacional de Química (Setop-Quim) do CFQ, Gabriela Valença, lembra que o uso da água sanitária se intensificou quando houve escassez do álcool 70%:

— Praticamente todas as casas possuem água sanitária, mas a gente precisava orientar, porque normalmente o uso é feito sem medir as quantidades para diluição e às vezes acontecem acidentes. A intenção era orientar e também tentar desfazer informações erradas.

Gabriela Valença lembra que cresceu o uso de água sanitária quando houve falta de álcool 70% no comércio Foto: Divulgação
Gabriela Valença lembra que cresceu o uso de água sanitária quando houve falta de álcool 70% no comércio Foto: Divulgação

Além da experiência técnica dos profissionais da Química, a cartilha teve como base documentos e livros especializados.

— Embora a gente tenha o conhecimento e a prática, usamos várias referências, como materiais da OMS, notas técnicas da Anvisa, relatórios de um órgão europeu, artigos científicos e livros técnicos da Química — afirma Gabriela.

Veja algumas informações importantes para o uso da água sanitária:

Água sanitária ajuda na prevenção da Covid-19?

Sim, é um excelente germicida utilizado para a desinfecção de superfícies.

Como usar água sanitária na prevenção da Covid-19?

Para desinfecção química nunca utilize a água sanitária pura, sempre faça a diluição com água. A proporção de água e água sanitária varia em função das diferentes finalidades a que se destina, por isso, quando for diluir, é importante seguir as orientações conforme a necessidade de uso.

Quais cuidados devo tomar ao manipular água sanitária?

Deve ser evitado o contato deste produto com a pele, olhos e mucosas. É importante se proteger com EPIs (equipamentos de proteção individual). Evite misturar água sanitária com outros produtos de limpeza, até mesmo o sabão.

Qual o princípio ativo da água sanitária?

Quimicamente, a água sanitária é uma solução de hipoclorito de sódio (NaClO), em concentrações que variam de 2.0% a 2.5%. Entretanto, a substância responsável por agir eficazmente contra os microrganismos patogênicos é o ácido hipocloroso (HClO), que é formado na solução quando a água sanitária é diluída em água.

Veja a concentração indicada para algumas finalidades:

Higiene das mãos (quando não houver água e sabonete ou álcool) e descontaminação de superfícies como mesas, cadeiras, maçanetas, chaves, brinquedos, embalagens

Concentração

0,05%

Como preparar

Numa garrafa com capacidade para 1 litro adicione um pouco de água; separe 25 ml de água sanitária e acrescente; na sequência, complete o volume da garrafa com mais água e agite para homogeneizar.

Desinfecção de banheiros e pisos onde não existem casos confirmados ou suspeitos de Covid-19 e desinfecção das solas de calçados

Concentração

0,1%

Como preparar

Numa garrafa com capacidade para 1 litro adicione um pouco de água; separe 50 ml de água sanitária e acrescente; na sequência, complete o volume da garrafa com mais água e agite.

Desinfecção de ambientes onde existem pessoas com suspeita ou confirmação da Covid-19

Concentração

0,5%

Como preparar

Numa garrafa com capacidade para 1 litro adicione um pouco de água; separe 250 ml de água sanitária e acrescente; na sequência, complete o volume da garrafa com mais água e agite.

Para mais informações, acesse aqui a cartilha completa

O CFQ também produziu vídeos que podem ser conferidos aqui e aqui.



Fonte: O Globo - POR CONSELHO FEDERAL DE QUÍMICA



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais