Notícias

Casa espiral é construída com madeira, terra e telhado verde, em uma ilha no Japão

Compartilhe:     |  3 de janeiro de 2021

Uma casa que cresce junto com a família. Foi esse o pedido dos clientes ao escritório japonês Ryuichi Ashizawa Architects & Associates, que decidiu projetar uma residência em formato de espiral – padrão bastante encontrado na natureza. O lar, que é cercado por vegetação, inclui a preocupação ambiental do chão ao teto.

Spiral Garden ou casa espiral foi construída em um terreno de 1.000 m2 na Ilha Awaji, em Hyogo, no Japão, para uma família de quatro pessoas. Vigas de madeira sustentam o telhado. De acordo com o escritório, cada parte da construção de madeira foi entalhada à mão por carpinteiros. O material está presente nas paredes, portas e móveis.

Quase tudo na residência é revestido com terra local da ilha. O chão, por exemplo, adota uma técnica chamada de “Tataki”. Mais conhecido como um preparo da culinária japonesa, o Tataki é também um método construtivo tradicional de piso de terra batida. As paredes ganharam malha de bambu trançada e acabamentos de terra, que ajudam a armazenar o calor e controlar a umidade.

A casa possui janelas em todos os lados – permitindo o constante contato com a vista exterior. Ao centro do lar, um cilindro com clarabóia garante a entrada de luz solar durante o dia. Quando aberta, também funciona como um túnel de ventilação natural.

Com um teto que mais parece um escorregador verde, diversas plantas podem ser cultivadas: contribuindo para resfriar o ambiente interior. A água da chuva irriga a vegetação e o excesso flui gradativamente para um lago construído no quintal, que serve como reservatório. O terreno ainda possui uma horta em espiral, forno ao ar livre e banheiro seco. Tudo remete à harmonia com a natureza.

A forma não convencional da edificação é, segundo os arquitetos da Ryuichi Ashizawa, uma referência às casas locais da ilha Awaji, que são feitas de madeira e revestidas de terra. Além disso, aposta em uma “abordagem arquitetônica mais primitiva baseada na reunião familiar”.

Com várias possibilidades de layout, alguns cômodos não possuem funções pré-determinadas e podem servir para fins diversos ao longo da vida. Em comum, todos os espaços parecem conectados pela circularidade, que estimula o convívio e as trocas.

Projeto: Ryuichi Ashizawa Architects & Associates


Fonte: Ambiente Brasil - Por Marcia Sousa



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Alimentação natural para cães: dicas e cuidados

Leia Mais