Notícias

Cavalos-marinhos são mortos e comercializados livremente na China

Compartilhe:     |  22 de outubro de 2018

Apesar de proibido, o comércio de cavalos marinhos acontece sem impedimentos na China

Dezenas de milhões de cavalos-marinhos são mortos todos os anos, o que coloca espécies do animal nas listas de ameaçadas ou em risco. Sua pesca e comércio são ilegais de acordo com a Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas (CITES). Na China, porém, são vendidos livremente.

O portal One Green Planet denunciou a venda de cavalos-marinhos de diversas espécies no distrito de Guangzhou, na China. Mortos, os animais são expostos em caixas e barris de plástico. O local não é o único.

O comércio de cavalos-marinhos é agitado na China. Entre outros fins, esses animais são explorados para tratamentos de asma, infecções de garganta, insônia e dor abdominal.

A ameaça que esse mercado representa às espécies de cavalos marinhos é imensa. Esses animais são monogâmicos nos hábitos de reprodução, o que significa removê-los do habitat causa um grande distúrbio no ecossistema.

Uma petição movida por ativistas exige que o governo chinês tome medidas para coibir a pescar e comércio de cavalos marinhos. É possível assiná-la aqui.



Fonte: ANDA - Marina Xisto



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais