Notícias

Celíaco ou intolerante: seu problema não é o glúten e sim o glifosato

Compartilhe:     |  21 de setembro de 2019

doença celíaca, ou a intolerância ao glúten, cresce no mundo inteiro e já chega a atingir cerca de 5% da população de alguns países do hemisfério norte. Mas, segundo um estudo, a causa principal do que já se considera uma epidemia não é glúten e sim o glifosato, o ingrediente ativo do herbicida Roundup.

“Aqui, propomos que o glifosato, o ingrediente ativo do herbicida, Roundup®, é o fator causal mais importante nessa epidemia”, afirmam os pesquisadores.

Eles publicaram o trabalho em 2013, no jornal científico Interdisciplinary Toxicology, mas não houve destaque na mídia: na época, apenas dois veículos — Mother Earth News e The Healthy Home Economist — noticiaram a descoberta. Agora, finalmente, o mundo parece ter despertado para os malefícios do glifosato. A substância, classificada como cancerígena pela Organização Mundial da Saúde e pelo estado da Califórnia, é hoje o motivo central de uma ação judicial no valor de 280 milhões de dólares.

Embora muitos tenham afirmado que o aumento da doença se relaciona a melhores ferramentas de diagnósticos, os cientistas, após a análise de 300 outros estudos, perceberam que o maior número de casos coincide com o crescimento do uso do herbicida na agricultura e que o organismo das gerações mais jovens apresenta menos defesas.

Moral da história? Talvez tenhamos errado o alvo esses anos todos e faça-se necessário combater a presença do glifosato na nossa mesa, não a do glúten. Em tempos de liberação recorde de agrotóxicos no Brasil, é fundamental dar visibilidade a essa questão.



Fonte: Greenme - Gisele Maia



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais