Notícias

Cerca de 80% da população é contra o abuso de animais em atrações turísticas

Compartilhe:     |  27 de julho de 2020

Uma pesquisa feita no Reino Unido apontou que quatro em cada cinco britânicos é contra a exploração de animais em eventos e atrações turística. Cerca de 80% da população é favorável ao boicote de atividades que torturam e abusam de animais. Entre as práticas criticadas estão passeios com elefantes e espetáculos onde esses animais são forçados a jogar futebol.

A organização Save the Asian Elephant (STAE) afirma que elefantes estão entre os animais mais explorados em toda a Ásia, mas a propaganda de vivenciar uma experiência incrível com esses majestosos animais esconde a escravidão e os treinamentos cruéis aos quais os elefantes são submetidos, como espancamentos constantes e privação de alimento.

A STAE listou 488 empresas de turismos que vendem pacotes de atrações para locais que abusam de elefantes apenas no sudeste da Ásia. Uma petição criada pela organização chegou a alcançar mais de um milhão de assinaturas. A campanha chamou a atenção do apresentador e naturalista Chris Packham, que criticou a exploração de animais para entretenimento humano.

“A brutalidade para os elefantes asiáticos no turismo é frequentemente descrita como a pior crueldade animal de todas. Esses poderosos mega jardineiros das florestas são cruciais para o reabastecimento do meio ambiente, contendo nossa pegada de carbono e reduzindo as mudanças climáticas. Nós os destruímos por nossa conta e risco. Apoio totalmente essa grande iniciativa de proibir anúncios de resorts e práticas antiéticas”, disse.

A campanha ganhou, inclusive, o apoio da primatóloga Jane Goodall. “Apoio sinceramente os milhões que apoiam a campanha do STAE por leis há muito vencidas para acabar com a publicidade no Reino Unido dos destinos vergonhosos em que esses abusos acontecem. Cabe a cada um de nós aprender sobre essas práticas e condená-las”, afirmou a ativista.

O CEO da Save the Asian Elephants, Duncan McNair, acredita que “o papel de liderança que o mercado de viagens do Reino Unido assume na promoção é assustador. É imperativo que nosso governo atue agora para proibir a publicidade e a venda desses locais horríveis e atrozes, brutais para elefantes e cada vez mais perigosos para os turistas”, salientou.

Os destinos com maiores denúncias de abusos contra animais são Índia, Tailândia, Camboja, China, Sri Lanka e Vietnã.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Doação de sangue em animais: como funciona e os requisitos para um animal ser doador

Leia Mais