Notícias

Chefs de cozinha têm papel relevante na defesa da biodiversidade, diz Bela Gil

Compartilhe:     |  24 de junho de 2019

Os chefs de cozinha do mundo todo têm papel relevante na defesa da biodiversidade, no combate ao desperdício de alimentos e no ativismo alimentar. A opinião é da culinarista brasileira Bela Gil, que participou na terça-feira (11) de evento em Roma na sede da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Em entrevista à ONU News, Bela Gil comentou sua participação no Simpósio Internacional sobre o Futuro dos Alimentos, onde defendeu a atuação dos chefs de cozinha na transformação dos sistemas alimentares. Na ocasião, ela destacou três itens fundamentais dessa atuação: a defesa da biodiversidade, o combate ao desperdício de alimentos e o ativismo alimentar.

“(A biodiversidade) é fundamental para nossa sobrevivência como espécie, como ser humano. Então, não adianta só falar de biodiversidade, mas cozinhar e comer pensando nela, e no papel dos chefs nisso”, disse.

Para a especialista, outro tema importante é o desperdício de alimentos. Bela Gil defende que os chefs ajudem a conscientizar a população sobre o tema e, em seu trabalho, utilizem alimentos de forma integral. “O chef, por ser uma influência muito grande nos dias de hoje, pode mudar o olhar das pessoas”, declarou.

Bela Gil participa de Simpósio Internacional sobre o Futuro dos Alimentos, na sede da FAO, em Roma. Foto: FAO/Pier Paolo Cito
Bela Gil participa de Simpósio Internacional sobre o Futuro dos Alimentos, na sede da FAO, em Roma. Foto: FAO/Pier Paolo Cito

O evento da FAO teve o objetivo de ampliar as discussões sobre uma mudança de foco na produção de alimentos em grande escala para uma produção de alimentos mais saudáveis.

No Brasil, Bela Gil apresenta dois programas de TV sobre culinária. Na Itália, faz mestrado em “Comida, Cultura e Mobilidade”, na Universidade de Ciências Gastronômicas. A ativista destacou a importância da alimentação saudável e consciente.

“(Analisar) os impactos da comida na nossa saúde é fundamental para você ser um bom chef nos dias de hoje. Então, tento mostrar isso nos programas de culinária que eu faço, no ‘Bela Cozinha’, no ‘Vida Mais Bela’”, disse.

“Tento mostrar, por exemplo, de onde vêm os alimentos. É um dos poucos programas em que você consegue ir até o agricultor, entender como cresce aquela cenoura, quem está colhendo, quem está levando para o nosso prato, como funciona tudo isso.”

“Meu último livro é sobre o desperdício de alimentos, então, faço receitas incríveis com partes de plantas que normalmente as pessoas jogam foram, como a casca da melancia, a casca do melão, a semente do mamão, a semente da abóbora, folhas da beterraba, do rabanete.”

Futuro dos Alimentos

O diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva, defendeu na abertura do simpósio a transformação dos sistemas alimentares para melhorar as dietas das pessoas e proteger o meio ambiente.

A conferência reuniu acadêmicos, pesquisadores, políticos, representantes da sociedade civil e do setor privado, parlamentares e órgãos governamentais.

O evento de dois dias abordou questões como pesquisa, lacunas de conhecimento e necessidades de sistemas alimentares sustentáveis e dietas saudáveis.

Assista ao vídeo da entrevista concedida à ONU News:



Fonte: Envolverde



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais