Notícias

Chile quer iniciar produção de hidrogênio verde até fim de 2021

Compartilhe:     |  1 de julho de 2020

O governo do Chile quer que as primeiras usinas do país produtoras de hidrogênio a partir de fontes de energia renováveis comecem a operar até o fim do próximo ano, como parte de um esforço mais amplo para que o país se torne neutro em carbono a partir de 2050, disse o ministro de Energia, Juan Carlos Jobet.

O Chile quer usar a energia produzida a partir de projetos solares e de parques eólicos em desenvolvimento para produzir hidrogênio limpo, que no futuro poderá substituir combustíveis emissores de carbono mais poluentes em setores como produção de aço, aviação e transporte marítimo.

O governo já contatou mais de 20 empresas interessadas em desenvolver hidrogênio verde, disse Jobet em entrevista à rádio Bloomberg. O Chile também busca acessar fontes de financiamento internacionais para impulsionar a agenda do hidrogênio verde, disse.

Com um dos desertos mais secos do mundo no norte e litoral com fortes ventos em todo o país, o Chile pretende gerar até 2030 cerca de 40% de suas necessidades de energia usando fontes renováveis, em relação a cerca de 13% no fim de 2019, segundo a BloombergNEF.

A nova capacidade de geração deve atrair investimentos de cerca de US$ 35 bilhões, com cerca de 93% sendo destinados à energia eólica e solar.

O governo convocou especialistas em energia no ano passado para o aconselhamento sobre a transição para uma matriz energética mais limpa e atualmente trabalha em medidas de eficiência energética e eletromobilidade, entre outras, a serem apresentadas assim que a pandemia de coronavírus acabar, disse Jobet.



Fonte: Money Times



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Uma casa ambientada para você e seu pet

Leia Mais