Notícias

Cidadãos fazem campanha entre amigos e vizinhos contra desperdício

Compartilhe:     |  28 de janeiro de 2015

Acrise no abastecimento tem mobilizado muitos cidadãos. Espontaneamente, eles têm criado campanhas de economia, em uma tentativa de convencer amigos e vizinhos a usar água com responsabilidade.

Lição de cidadania começa em casa. Seu Alvimar controla até o gasto do neto na hora da higiene bucal. “Com um copo desse, você consegue escovar o dente”, diz Alvimar.

Mensagem que ele tenta passar para todo mundo no bairro. “Eu passei em frente a um prédio, eles estavam lavando o muro do prédio e o passeio com água. Eu falei: ‘companheiro uma vassourinha aí não ajuda não’”, conta Alvimar.

Só não conseguiu convencer o vizinho. Seu Alvimar tentou denunciar os abusos à companhia de saneamento. Foi até a empresa, disseram que o atendimento era em outro prédio. Quando chegou lá, foi informado de que tinha de voltar ao primeiro. Por fim, pediram que ele ligasse para a companhia, mas o atendimento também não foi realizado.

“Eu não sei se é jogo de empurra ou não existe a opção para você denunciar”, destaca Alvimar.

Vídeos com reclamações estão ganhando a internet. Da estação de ônibus em Belo Horizonte um homem mandou o aviso para o G1, o portal de notícias da Globo.

“Estou aqui há mais de cinco minutos e está jorrando água bastante. Não consigo fechar o registro”, diz no vídeo.

Em outro bairro da capital mineira o vídeo mostrava o desperdício na faxina. Os vazamentos também estão chamando a atenção. Na rua de Dona Deuza o conserto demorou demais.

“Mais de 24 horas e é muita água sendo perdida”, desabafa a aposentada Deuza Campos.

Nessa hora de aperto quanto mais informação melhor. Seu Geraldo tem usado as redes sociais para fazer campanha. No conteúdo das mensagens estão várias dicas de como economizar água em casa. Para os vizinhos elas seguem como sugestões. Mas na casa dele, onde tudo foi testado e aprovado, essas dicas viraram os dez mandamentos contra o pecado do desperdício. Entre eles, estão o banho curto e com o chuveiro desligado na hora de ensaboar e ficar de olho nos vazamentos.

“Nós temos que agir rápido. Toda e qualquer ação que se tenha que fazer, tinha que ter sido feito há muito tempo atrás”, diz Geraldo Angelino, aposentado.

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais declarou que o serviço que recebe denúncias de desperdício de água está sendo reestruturado e que o vazamento na rua de Dona Deuza já foi consertado.



Fonte: Jornal Nacional



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como deixar o seu cachorro mais feliz

Leia Mais