Notícias

Cientistas constroem torre de 325m para estudos ambientais na Amazônia

Compartilhe:     |  10 de dezembro de 2014

A maior torre de pesquisas climáticas do Planeta deve ficar pronta ainda neste ano no meio da Floresta Amazônica. Ela vai aumenta a área de estudo do clima da região que tem reflexos no mundo todo.

No meio da Floresta Amazônica, a maior torre de pesquisa do mundo está quase pronta. São 325 metros de altura, o equivalente a um prédio de 80 andares. É mais alta que a Torre Eiffel, na França. E a altura faz toda a diferença.

“O que a gente mede na torre é o que vento está trazendo. Então, quanto mais alto a gente está, essa parcela de ar que a gente está medindo, ela terá a oportunidade de interagir com a superfície numa distância maior”, explica Cláudio Manzi, pesquisador do INPA.

A Torre Atto – nome em inglês para Observatório Amazônico com Torre Alta – vai abrigar instrumentos com a mais alta tecnologia para monitorar a química do ar da Amazônia por pelo menos duas décadas.

Pesquisadores de três países já estudam o clima na região há dois anos, em laboratórios instalados a 150 quilômetros de Manaus.

Quanto mais afastado das grandes cidades, melhor. Assim, o ar fica mais puro. Por essa razão, as torres são instaladas no meio da mata. Lá em cima, a cerca de 80 metros, é mais fácil entender, a interação entre a floresta e a atmosfera.

“Para nós é importante entender como funciona o sistema aqui e agora, em um tempo em que a mudança climática ainda não é tão forte, para ver os perigos que vão acontecer no futuro”, aponta Stefan Wolff, pesquisador do INPA.

A Torre Atto fica pronta no fim desse mês e vai aumentar em mais de mil quilômetros a capacidade dos estudos na região. Os cientistas procuram entender também, como funciona a chuva na Amazônia e o quanto ela pode influenciar o aquecimento do Planeta.

“Quando chove menos a floresta perde carbono pra atmosfera, intensificando o efeito estufa global”, diz Paulo Artaxo, pesquisador da USP.



Fonte: Jornal Nacional



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais