Notícias

Cientistas encontram vida em lago subterrâneo na Antártica

Compartilhe:     |  20 de janeiro de 2019

Pesquisadores da Universidade de Montana encontraram vida na Antártica em um ponto considerado inóspito: no fundo de um lago chamado Mercer, que fica bem abaixo da camada de gelo leste do continente. Os micróbios foram encontrados quando uma equipe de cientistas iniciou um projeto, em dezembro passado, para perfurar mil metros de gelo em direção ao lago. O objetivo era analisar a diversidade biológica da região.

O lago não é pequeno. Ele tem mais de 100 quilômetros quadrados, o que equivale a mais de duas vezes o tamanho do distrito de Manhattan, em Nova York.

Não foram encontrados só um dois micróbios. Os testes sugerem que são mais de 10 mil células bacterianas por milímetro de água.

Jonh Priscu, chefe da expedição na Antártica e professor de ecologia na Universidade de Montana, disse ao Live Science acreditar na existência de outras formas de vida que sejam até maiores do que os micróbios encontrados. No entanto, a pesquisa em campo só será retomada dentro de dois meses. Priscu diz que os diferentes lagos subterrâneos do continente podem estar interligados entre si e que podem abrigar vida, mesmo sendo ambientes hostis.

Por que isso é importante

A nova descoberta pode ajudar os pesquisadores e astrônomos a encontrar vida em outros planetas. Especialmente em Marte. No ano passado, um lago subterrâneo foi encontrado no planeta vermelho.

O achado no lago Mercer não foi o primeiro. Em 2013, foram encontrados micróbios vivendo no lago Whilllans. Lá, eles se alimentavam de metano.

Esses fatos reforçam as esperanças de cientistas de encontrar vida em outros planetas do sistema solar.



Fonte: Exame - Lucas Agrela



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais