Notícias

Cinco dicas para evitar o envelhecimento precoce dos dentes

Compartilhe:     |  16 de maio de 2019

A associação entre o estresse, a fricção dos dentes e o consumo de alimentos ácidos provoca pequenas fissuras no esmalte dos dentes, processo conhecido como lesões cervicais não cariosas. Esse problema têm preocupado dentistas porque gera um envelhecimento precoce dos dentes, impactando na qualidade de vida dos pacientes.

— Com o aumento da expectativa de vida, os dentes passaram a ficar muito mais tempo na boca. Além disso, o estilo de vida moderno tem trazido grandes prejuízos à saúde da boca — afirma Luis Calicchio, odontologista e sócio-diretor da Clínica Ateliê Oral.

Pacientes que sofrem com ansiedade ou depressão correm mais risco de apresentar o problema. Neles, a tensão muscular da região facial aumenta, gerando uma sobrecarga e um apertamento entre os dentes.

— Existe um limite de pressão que o dente pode suportar, quando ele é ultrapassado ocorre uma deformação que não volta mais. Há a perda de uma parte pequena do esmalte próximo à gengiva, quase imperceptível. Isto provoca o envelhecimento precoce de toda a estrutura dentária — explica Luis.

Alimentos ácidos deixam esmalte mole

O ranger de dentes durante a noite, a escovação dental com muita força, o uso de escovas de dente com cerdas duras e a utilização de creme dental clareador sem indicação profissional também provocam a degeneração dental.

Para complementar, alimentos e bebidas ácidos como refrigerante, energéticos, álcool, açúcar, comidas altamente processadas e sucos cítricos fazem parte do cardápio da maioria da população. O consumo destes produtos deixam o esmalte dos dentes amolecido, facilitando sua degeneração.

Em contrapartida, passar muito tempo em jejum também aumenta a acidez da boca facilitando as fissuras. O ideal é comer a cada três horas, escolhendo bem os alimentos.

— As lesões nestes casos são irreversíveis. Existem pesquisas que procuram maneiras de repor o esmalte dos dentes, mas não há um tratamento para reverter a erosão. A reposição para perda de esmalte que fazemos em consultório é meramente estético — diz a cirurgiã-dentista Alessandra Cohen.

Dicas para evitar o problema

Bebidas ácidas

Evitar deixar bebidas ácidas por longo tempo na boca e utilize canudo quando possível

Espere para escovar os dentes

Não escove os dentes imediatamente após a ingestão de alimentos e bebidas ácidas. Enxague a boca com água após a ingestão e espere meia hora para escovar os dentes

Ricos em cálcio

Após a ingestão de alimentos ácidos, encerre as refeições com alimentos ricos em cálcio, como queijo

Atenção à noite

A saliva ajuda a regular o pH da boca e, à noite, sua produção diminui. Portanto, evite consumir alimentos e bebidas ácidos neste período, pois será mais demorado aumentar o pH da região bucal

Beba água

A água contribui com a diluição de alimentos na boca e a regulação do pH da região



Fonte: Extra - Evelin Azevedo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Projeto de lei ‘Animal não é coisa’ é aprovado pelo Senado

Leia Mais