Notícias

Ciúme entre irmãos é comum, mas pais precisam ajudar os filhos; saiba como

Compartilhe:     |  24 de outubro de 2020

A briga entre as irmãs Maria Eduarda, de 3 anos, e Maria Antonia, de 6, viralizou esta semana nas redes sociais. As imagens mostram algo bem comum na relação entre irmãos, principalmente na infância: um desentendimento provocado por ciúmes. No caso do vídeo, uma das meninas sopra as velinhas do bolo da outra, que comemorava aniversário. Ela reage e inicia uma briga. Minutos depois, as duas já tinham se entendido, mas nem sempre as resoluções são tão rápidas e fáceis.

— Isso é tão normal que as pessoas compartilharam por se identificarem. Precisamos entender que esse ciúme é natural, e é nesse contexto (da família) que vamos aprendendo a lidar com a vida em sociedade. Normalmente, é com os irmãos que aprendemos a dividir, a saber quando é nosso momento de falar ou não. É com eles que na maior parte das vezes aprendemos estas competências sociais — afirma Helena Aguiar, psicóloga da Perinatal.

Situações em que um dos irmãos recebe mais atenção, como em festas de aniversário, são um prato cheio para que o ciúme aflore. Demonstrar esse sentimento na infância não é sinal de que aquela criança seja ruim. Ele nada mais é do que a incompreensão da emoção associada à imaturidade.

— As brigas vão acontecer. Cabe aos responsáveis nortear as crianças para que elas entendam o que está acontecendo e ajudá-las a resolver da melhor forma — explica Luciana Brites, psicopedagoga e CEO do Instituto NeuroSaber.

Desentendimento não pode virar rivalidade

Os especialistas explicam que a insegurança por acharem que são menos amadas que os demais irmão faz com que as crianças descontem no outro suas frustrações, o que pode causar brigas e constantes desentendimentos.

— A questão da briga entre os irmãos acontece por causa da própria imaturidade do desenvolvimento. O que precisamos sempre observar é qual lição foi tirada da conclusão desta briga, qual foi a forma da condução, se teve a mediação dos pais ou cuidadores — explica a psicopedagoga Luciana Brites.

Desentendimentos constantes entre irm ãos na infância não significa que eles terão um relacionamento ruim quando chegarem à vida adulta. Para que a harmonia permaneça em casa, independentemente da idade dos irmãos, é preciso que o ciúme não vire rivalidade.

— A rivalidade pode ser observada quando um irmão quer ser melhor do que o outro, transformando-se em uma relação hostil entre os dois. Por isso, os pais nunca devem estimular nos filhos a competição entre eles, pois isto não é saudável para a relação familiar — completa Luciana.



Fonte: Extra - Evelin Azevedo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais